Dicas para casais: casamento não se resume à sua felicidade 

Share Button

Convivemos com o mito “felizes para sempre” tão rotineiro em peças, livros e filmes românticos. Qualquer pessoa casada por mais de sete anos sabe que não é assim. Um segredo para o casamento durar para sempre é compreender que o relacionamento dos casais não tem como objetivo suprir nossa necessidade de felicidade. Pode parecer confuso, mas a verdade é que se buscamos ser felizes o tempo todo no casamento, isso vai gerar frustração, pois o casamento feliz também envolve sacrifícios. Aí está algo que muita gente não entende e que faz muitas famílias se romperem, pois muitas pessoas se casam sem a disponibilidade de abrir mão de algumas coisas em favor do casamento.

Baseados na Bíblia, o livro de Efésios, capítulo 5 a partir do versículo 22, nos mostra que a relação entre marido e mulher deve ser parecido com o de Cristo com a igreja. Pois bem. Cristo não sofreu pela igreja? Aqui encontramos uma verdade sobre o casamento que, crendo ou não em Deus, é indiscutível, sem abrir mão de nossas vontades, algumas vezes, um casamento nunca será duradouro. O marido ou a mulher que não compreender que vai precisar deixar de fazer algo que gosta para fazer algo que o cônjuge, ou os filhos, precisam  está caminhando para o fracasso deste relacionamento.

Estudos apontam que a festa de casamento, no Brasil, tem um custo médio de R$ 40mil. Acredite, manter o casamento é mais caro, pois vai custar sua dedicação integral.



Vida antes do casamento

Algumas pessoas saem da casa dos pais e se casam achando que agora são livres para fazer o que bem entender, mas não é bem assim, pois ainda precisam “prestar contas” para seu cônjuge.

Pessoas que moravam sozinhas antes de se casarem também enfrentam este problema, pois querem manter sua rotina de solteiro mesmo após o casamento. Ir ao futebol, sair com os amigos na sexta, ir para a casa da mãe todo final de semana, e por aí vai. Depois de casados algumas dessas rotinas terão que mudar.

Recomendamos aos casais, ou futuro casais, que meditem nesta verdade e reparem como muitos casamentos problemáticos começam quando um dos dois (marido ou esposa) começa a colocar sua vontade acima da vontade do casal, ou da família.

Muitos casais se decepcionam porque casam para serem felizes, quando deveriam pensar em se casar para construir uma família feliz. Isso tem uma ligeira diferença.

Atitudes representam o amor

Muitos pregadores e palestrantes concordam em afirmar que o amor não deve ser tratado como sentimento, mas sim como atitudes. Pois apenas falar que amamos alguém não significa tanto quanto demonstrar isso em atitudes.

Como mencionamos antes, Efésio 5 compara o casamento com o relacionamento de Cristo com a igreja. Baseados nisso, podemos dizer que o casamento implica em alguns itens como:

  • Perdoar
  • Doar tempo
  • Gastar dinheiro
  • Abrir mão de fazer o que gosta
  • Abrir mão de fazer o que quer
  • Ouvir
  • Aconselhar
  • Abrir mão de seus direitos, pelos direitos dos outros
  • Não comer o último pedaço de bolo (deixar para a esposa)
  • Cozinhar com carinho
  • Manter a casa organizada e limpa
  • Se empenhar em manter a roupa limpa


A lista poderia ser quase infinita, mas acho que já deu para entender.

Os casais precisam compreender o que realmente significa construir uma família. É bem diferente de fazer amizades, ter uma conta do Facebook ou jogar The Sims.

Voltando à comparação da vida de Jesus, podemos dizer que o casamento significa abrir mão de sua vida pela vida dos outros, pois foi isso o que Cristo fez.

Casais modernos. Recorde de divórcio

Você pode achar tudo isso um exagero, mas repare que a vida moderna ensina os homens a controlarem a casa e as mulheres não serem submissas. O resultado disso é o crescente número de divórcios.

A sociedade ensina que a mulher tem que ser independente. Os homens devem atender seus instintos (desculpa para cometer adultério e manter o vício da pornografia). Resultado: conceito de família está sendo jogado no lixo.

Os casais disputam a liderança da casa. Quem manda em quem. Quem tem a última palavra. Quem decide para onde será a próxima viagem. Quem define a decoração da sala. Todos querem o poder. Os lares modernos estão se transformando em ambientes de anarquia. Sem ordem, sem regras iguais, sem submissão. Tudo isso porque todos querem ser feliz.

Não existe felicidade no casamento?

Ao ler tudo isso, talvez você pense. “Então não tem como ser feliz no casamento. Para que vou me casar? Para ser infeliz? Escravo dos outros?”.

Mais uma vez voltemos à Efésio 5. Cristo compreendeu que a felicidade dos outros era sua recompensa. Ao ver a possibilidade de salvar a humanidade dos pecados, Ele lutou com todas as suas forças para obter esta conquista e foi isso que se tornou seu motivo de alegria.

Quando pensamos como casais, e não como indivíduos isolados, compreendemos que a felicidade do outro é nossa felicidade. Além disso, o marido (ou esposa) feliz estará mais disposto a fazer nossa vontade também.

O verdadeiro cristão ora, faz jejum, louva, adora e abre mão de muitas coisas para demonstrar seu amor a Cristo. Isso porque Ele nos amou primeiro.

Amor gera amor

Quando demonstramos nosso amor em atitudes, não tem como nosso cônjuge não fazer o mesmo. É natural. Portanto, para estabelecer seu casamento nesta terra, entenda que os casais precisam compreender que o casamento não tem por objetivo satisfazer a si mesmo, sua própria felicidade. O casamento verdadeiro implica em demonstrar amor em atitudes.

No vídeo abaixo, o pastor Josué Gonçalves (conhecido pelo seu Ministério Amo Família), entrevista o casal João Lúcio e Helena Tannure. O assunto tem relação com o nosso texto.

Em nosso site, temos outros textos que você pode gostar:

2 comentários

  • ANTONIO RIBEIRO

    Ola boa noite,meu nome é Antonio sou lider de uma celula de casais e tenho aprendido muito com esses TEMAS e levado para ser estudado em minha celula.
    Deus abençoe grandemente a todos. Um grande abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *