Esboço de pregação sobre a família compromissada com Cristo

Share Button

Em muitas reuniões de casais ficamos tão preocupados com assuntos gerais, que muitas vezes deixamos de incentivar que essas famílias tenham uma rotina que fortaleça sua fé. Se você está procurando uma pregação sobre a família cristã, neste texto você vai encontrar uma ideia de como você pode incentivar que as famílias de sua igreja tenham atividades cristãs em seu lar. Além de participar das atividades em nossa igreja evangélica, é muito importante que a família cristã tenha uma rotina que fortaleça sua fé em sua casa, algumas atividades simples e rápidas que façam que todos participem e não se esqueçam de seu compromisso maior, que é estar firmado em Cristo. Selecionamos três atividades que uma família cristã pode fazer semanalmente, por exemplo, para que se unam e tenham sua fé renovada nos conceitos cristãos.

Em primeiro lugar, queremos ressaltar que a influência dos pais é a principal referência que os filhos têm de cristãos, por isso, uma família com uma rotina cristã é muito mais eficiente do que meras atividades semanais na igreja. No livro “A fé começa em casa”, de Mark Holmen, ele aborda bem essa questão. De uma forma clara e objetiva, o autor vai pontuando elementos cruciais que nos faz entender que a fé de uma pessoa não está baseada somente no que ela aprende na igreja, mas em como ela vive isso “longe” da igreja; no trabalho, em casa, em uma viagem. Por isso, é bom que uma pregação sobre a família sempre aponte em como as famílias podem vivenciar o que está sendo pregado em sua rotina, de segunda á sábado, e não apenas nos domingos, quando vão à igreja.




Autoavaliação do casal  

Uma atividade que o livro propõe é que o casal se autoavalie, para que vejam, regularmente, como está seu real posicionamento em sua fé. Como toda autoavaliação, essa atividade nos faz refletir se realmente estamos sendo um casal que vive a fé em nosso dia a dia, longe da igreja. Nesta autoavaliação, os itens avaliados podem variar. Você pode colocar algumas a mais, ou tirar outras. Se você é um líder do departamento de casais, ou vai ministrar uma pregação sobre a família em alguma igreja, recomendamos que liste cada um destes itens pausadamente, dando tempo para que as pessoas anotem o que você está dizendo. Seguem as sugestões a serem avaliadas:

  • Qual a frequência de minha leitura bíblica?
  • Com que frequência oro pedindo direcionamento do Espírito Santo?
  • Conheço outros casais cristãos para trocar experiências?
  • Com que frequência não tenho desejo de ir à igreja?
  • Qual o meu relacionamento com dízimos e ofertas?
  • Se tiver filhos: como ensino aos meus filhos sobre dízimos e ofertas?
  • Meu modo de agir e falar em casa são os mesmos de quando estou na igreja?
  • Se tiver filhos: qual ensinamento bíblico você passou aos seus filhos ultimamente?
  • O que falo em casa sobre o trabalho? Sobre meus colegas de trabalho?
  • O que falo em casa sobre a igreja? Sobre o pastor? Sobre as pregações?

Cada casal pode ter um questionário desse guardado para meditarem sobre estas questões com alguma frequência. O ideal é que o casal converse sobre cada questão. Marido e esposa devem falar sobre cada item e um deve apoiar e incentivar o outro a seguir sua caminhada com Cristo. Veja que é importante que os casais tenham uma relação de confiança para que um diga ao outro suas dificuldades e fraquezas. Para isso, não podem ficar trocando acusações.

Se você estiver preparando uma pregação sobre a família cristã, então pode ressaltar como é importante o cristão estar sempre se autoavaliando. Quando Paulo escreve sobre a ceia, diz que o homem deve examinar a si mesmo antes de participar (1 Coríntios 11:28). Além disso, em 2 Coríntios 13:5, volta a escrever sobre a autoavaliação de nossa fé. Outro versículo que você pode usar é o seguinte

Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça, 1 João 1:8 e 9. 

Com esses versículos você consegue desenvolver um pouco melhor sua pregação sobre a família.

Como você me vê 

Esta é uma ótima atividade a ser sugerida quando você fizer uma pregação sobre a família cristã. Nesta atividade, todos devem pegar um papel e colocar seu nome em cima, para que todos saibam a quem estão analisando. Depois, todos devem trocar o papel com a pessoa da direita. Então, cada um escreve seu nome e em seguida como ela vê Cristo na vida da pessoa “dona” do papel. Por exemplo, seu nome é João e o de sua esposa é Maria. Você escreve João, no alto da folha e entrega à Maria. Ela vai pegar o papel escrever o nome dela e “eu, Maria, vejo Cristo em sua vida quando você me trata bem e abre mão de suas vontades para me agradar”.

Essa atividade pode até mesmo ser feita em uma reunião de casais. O líder do grupo prepara papel e caneta para os casais e pedem para que realizem esta tarefa. O principal fundamento desta tarefa é que um valorize as qualidades do outro, por isso, deixe claro que a pessoa deve escrever como a outra pessoa reflete Jesus na vida dela.

Outra alternativa para esta atividade familiar é criar um campo de pontos negativos e campo de aspectos positivos. Assim, a família pode abrir um amplo espaço para melhorarem seu relacionamento. Neste caso, os pais, o casal responsável pelo lar, devem saber conduzir as coisas de forma harmoniosa. Evite criar desgastes e troca de acusações entre os participantes. Por isso, o mais indicado é que listemos apenas as qualidades do outro.

Para falar sobre essa atividade, você pode mencionar Filipenses 2:3, onde diz que devemos considerar os outros superiores a nós. Com esta passagem, você pode mencionar como é importante servir uns aos outros, como Cristo nos ensinou e enxergar Jesus nos outros é uma atividade que requer humildade e sensibilidade. Quando apontamos somente os defeitos, podemos cair no erro do julgamento, mas quando nos dispomos a reconhecer as qualidades dos outros, estamos refletindo o amor de Cristo que nos serviu.

Filmes 

Por fim, uma atividade, talvez óbvia, mas que tem grande força em fortalecer os vínculos familiares é uma sessão de filme. Neste caso, não estamos falando de um filme qualquer, mas de um filme cristão, com mensagem cristã. Entendemos que muitas famílias assistam a diversos filmes, mas é importante que, uma vez por semana, ou uma vez por mês, a família se proponha a ver um filme evangélico somente com o intuito de estudá-lo e debater como aquele filme pode influenciar sua fé. Talvez, um bom filme para começar essa jornada seja “A paixão de Cristo”, como Holmen recomenda no livro mencionado no início. Em nosso site temos uma lista de bons filmes evangélicos que você pode recomendar. Se você está preparando uma pregação sobre família, você pode listar filmes que assistiu para recomendar aos irmãos.

Você pode finalizar sua pregação sobre A família falando sobre este assunto. Para concluir mencione as parábolas de Cristo, histórias que não eram necessariamente reais, mas que traziam grande ensinamento sobre o Reino de Deus. Da mesma forma, bons filmes podemos muito nos ensinar sobre nossa fé cristã, ainda que sejam filmes de ficção.

Esperamos que, com essas dicas, você consiga desenvolver uma pregação sobre família compromissada com Cristo, mesmo longe da igreja.

Outros textos que podem complementar sua pregação sobre a família cristã:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *