Estudo de Atos 9  

Share Button

O estudo bíblico sobre Atos dos Apóstolos chega a um ponto crucial em Atos 9, quando lemos sobre a conversão de Saulo (Paulo), uma das histórias mais interessantes do Novo Testamento. O livro de Atos nos apresenta de forma bem clara como surgiu a igreja cristão, como surgiu o cristianismo, e Paulo é uma figura fundamental nessa história.  

Realizando um estudo sobre a igreja primitiva podemos aprender sobre muitos fundamentos bíblicos e doutrinas cristãs presente ainda hoje na maioria das igrejas evangélicas, e cristãs em geral.  

Ao chegar ao capítulo 9 de Atos dos Apóstolos, nosso estudo bíblico dá continuidade à segunda fase do livro escrito por Lucas, quando lemos sobre o crescimento da igreja, entre os capítulos 8 e 12.  

Os primeiros versículos do livro de Atos 9 relata a conversão de Saulo (Paulo) -Saulo era seu nome hebreu e Paulo romano. No entanto, vale lembrar, que Paulo é mencionado pela primeira vez na Bíblia, no início do capítulo 8, quando Lucas escreve que Saulo consentiu na morte do cristão Estevão.  

Nos versículos 1 e 2 lemos que Paulo tinha algumas cartas das autoridades romanas que lhe permitiam perseguir e prender cristãos. A carta específica deste trecho da Bíblia dá autoridade a Paulo para realizar seu trabalho de perseguição e apreensão de cristãos em Damasco. Como podemos ver claramente em Atos 9, a perseguição aos cristãos já ocorria desde o início da igreja cristã. As perseguições aos cristãos começaram, na verdade, enquanto Jesus ainda ensinava ao povo, após sua morte e ressurreição, as perseguições nunca terminaram. O crescimento da igreja cristã naquela região fez com que alguns sacerdotes judeus temessem perder sua autoridade, por isso, intensificaram a perseguição aos cristãos. Uma expressão interessante em Atos 9 é “os do Caminho” termo usado aos cristãos na igreja primitiva. ‘O Caminho’ consiste na crença de que Jesus cumpria as profecias do Antigo Testamento e por isso era o caminho da verdadeira adoração a Deus. Isso mostra como, de fato, a crença cristã era uma continuidade do judaísmo e não a declaração de seu fim, como muitos pensavam na época.  

Em Atos podemos ler sobre a conversão de Paulo, mas é curioso que o próprio Paulo pouco escreve sobre isso. Em Gálatas 1:15 podemos ler que Paulo menciona sua conversão com os propósitos perfeitos de Deus. Também lemos sobre subitaneidade em 1 Coríntios 15:8 e em Filipenses 3:12. Em 2 Coríntios 4:6 Paulo diz que sua conversão é uma nova criação de Deus. Paulo também revela a misericórdia de Deus em sua conversão em 1 Timóteo 1:13. Também lemos que Paulo se encontrou com o Senhor em sua conversão, em 1 Coríntios 9:1. Esses pontos ressaltam que Paulo tinha as mesmas qualificações que os apóstolos, pois sua conversão era uma realidade sobrenatural, como fora a dos onze apóstolos antes de se encontrarem com Jesus.  

A cidade de Damasco, mencionada em Atos 9:3, ficava a 240 km de Jerusalém.  

As palavras de Atos 9:4 mostram que a relação de Cristo com sua igreja é tão íntima que perseguir a igreja é como perseguir o próprio Cristo.  

No versículo 5, quando Jesus se apresenta a Paulo, este identifica o EU SOU, mencionado tantas vezes no Antigo Testamento. Podemos traduzir EU SOU por Javé, a quem Paulo servia com tanta dedicação. Por isso, a perseguição aos cristãos é colocada em questão neste trecho. O termo “duro é para ti recalcitar contras os aguilhões” não é mencionado na maioria dos manuscritos mais antigos. Os agulhões, aqui mencionados, eram vara pontiagudas utilizada para tanger animais. Esta comparação mostra como Paulo estava convencido de seus pecados e utiliza o termo para demonstrar como sua consciência era agulhada por ter perseguido os cristãos tão ferozmente.  

Ananias, mencionado em Atos 9:10, é uma testemunha da conversão de Paulo.  



Em Atos 9:11 lemos sobre a rua chamada Direita, uma rua que existe até hoje e um bazar funciona no local. Este nome facilitava a localização nesta cidade de ruas estreitas e tortas. Uma curiosidade bíblica é que o relato de Atos 9:10-19 é recordado em Atos 22, entre os versículos 12 e 16.  

No versículo 13 lemos pela primeira vez os cristãos sendo chamado de santos, que significa separados.  

Nosso estudo bíblico sobre Atos não pode deixar de reparar no versículo 15de Atos 9. Aqui o autor menciona como o Eterno escolhera Paulo como peça fundamental na revelação de Deus para os gentios (não judeus).  

Quando Ananias impôs as mãos sobre Paulo, Atos 9:17, Paulo se identifica com os cristãos, povo a quem tanto perseguia.  

Outra curiosidade bíblica está em Atos 9:23, quando se diz que passaram muitos anos, mas podemos ler em Gálatas 1:18, que Paulo menciona este período como três anos. Em Gálatas 1:17 podemos ver que Paulo estivera na Arábia. Ou seja, entre sua conversão e ida a Jerusalém, passaram-se este período de três anos.  

Um fato curioso ocorre em seguida, nos versículos 24 e 25, que menciona a fuga de Paulo pelos muros da cidade. Era comum moradores habitarem os muros das cidades, assim como Raabe habitava nos muros da cidade de Jericó. Uma dessas casas mencionadas em Atos 9 pode ser vista ainda hoje em Damasco.  

Barnabé significa ‘filho da exortação’. E foi isso o que Barnabé fez por Paulo, como fica evidenciado em Atos 9:27.  

Vale lembrar que Tarso, mencionado em Atos 9:30, foi onde Paulo nasceu e  era capital da Cilícia.  

A cidade de Lida, ou Lode, ficava a 18 quilômetros de Jope, seguido a sudoeste. Já Sarona, ou Sarom, é a planície que se estende em direção ao sul desde a cidade moderna de Haifa, por oitenta quilômetros aproximadamente, ao longo do mar Mediterrâneo. A cidade de Haifa fica situada no monte Carmelo.  

O estudo bíblico de Atos é importante no capítulo 9 porque também podemos aprender algumas referências linguísticas da época. Outro exemplo bíblico é do nome Tabita, versículo 36, do aramaico; que era a mesma pessoa conhecida como Dorcas – nome grego. Ambos nomes significam gazela.  

Outra curiosidade bíblica refere-se ao sepultamento. No versículo 37 de Atos 9 vemos que o corpo foi levado para o cenáculo. Conhecendo os costumes da época nos faz crer que o termo ‘levarem’ sugere certo cuidado, além disso, quando um corpo era sepultado nas cavernas do norte de Jerusalém, era realizada uma lavagem diferenciada. A localidade, descrita como perto de Jope, ficava a 19 quilômetros da cidade.   

O cuidado com as viúvas era comum tanto entre judeus quanto cristãos. No versículo 39 lemos que as viúvas procuraram refúgio em Paulo após a morte de Dorcas. As viúvas eram as pessoas mais indefesas da sociedade.  

No livro de Atos capítulo 9 versículo 43 lemos sobre um curtidor chamado Simão, mas o que é um curtidor? Um curtidor era uma pessoa dedicada à manipulação de animais mortos, tal trabalho era considerado impuro pelas leis judaicas, por isso, era necessário pessoas possuírem esse serviço como profissão específica. Como não tinham nenhuma posição religiosa na vida judaica eram mais receptivos ao cristianismo. De acordo com Levíticos 11:40, o trabalho de manipular couro de animais (que era o que fazia um curtidor) era impuro. O fato de Paulo ter se hospedado com este homem, provavelmente, ajudou o apóstolo a se preparar para pregar aos gentios, igualmente considerados impuro para ele.  

Quem era Saulo? Quem era Paulo?  

A figura bíblica de Paulo é uma das mais importantes para o crescimento e propagação do cristianismo. Paulo e Saulo são a mesma pessoa. Essa diferença se deve ao fato de Saulo ser seu nome hebreu e Paulo romano. Saulo era um líder religioso judeu, que perseguia os cristãos – Atos 9:1. Além de perseguir os cristãos, Paulo era temido pelos cristãos. Muitos até se mudavam de cidade para fugir dele – Atos 22:4 e Atos 26: 10 e 11. Ele era fariseu, uma das seitas mais influentes da época em Israel. Podemos ler em Atos 22 versículos 3 e 4 que os fariseus chegaram a fazer novas leis para seguirem a Deus.  

Saulo pediu ao sumo sacerdote, principal figura da religião judaica na época, cartas de autorização para perseguir os cristãos, como podemos ler no livro de Atos dos Apóstolos 9:1 e 2.  

Atos dos Apóstolos capítulo 9 é uma parte interessante da Bíblia para se estudar. Podemos ler sobre a conversão de Paulo no livro de Atos 9. Até o versículo 20.  

Leia também:

3 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *