Estudo e esboço de pregação para um culto da família 

Share Button

Desenvolvemos este texto para você que está procurando um estudo ou um esboço de pregação para realizar um culto da família. tomamos como base o livro “Experiência à mesa” de Devi Titus, um dos melhores livros para famílias cristãs que você pode ler. O livro é completo e abrange diversas áreas de uma família cristã, por isso, recomendamos esta leitura para você que é líder de casais, ou que deseja tornar seu lar ainda mais fortalecida nas bases do cristianismo verdadeiro. Para este texto vamos abordar alguns fundamentos da família, sua importância e como podemos levar nossa família a uma atmosfera de amor e carinho que jamais pensaríamos.

Em primeiro lugar, vamos lembrar que o principal pilar de todo homem é a família, por isso, a criação nos trouxe um ciclo curioso, só revelado claramente nas cartas de Paulo. A mulher veio do homem, no entanto, o homem nasce da mulher. Isso nos mostra como o respeito deve ser mútuo entre homem e mulher, marido e esposa. Esta relação de fidelidade e confiança entre marido e mulher é a maior representação do relacionamento entre o homem e seu criador, por isso, sua Palavra nos traz tantas referências do casamento como o próprio relacionamento entre Deus e o homem, desde o livro dos Cânticos de Salomão até o Apocalipse, essa comparação é observada algumas vezes.



Dignidade e santidade 

Devi Titus ressalta duas características essenciais ao casamento, dignidade e santidade. A dignidade tem a ver com honestidade e lealdade, que são primordiais para a manutenção do casamento. Se você pretende desenvolver uma pregação para um culto da família, você pode enumerar algumas passagens e versículos que demonstrem a lealdade do Senhor, como o Salmo 27:10, que diz que mesmo que um pai se esqueça de seu filho, Ele não se esquece de nós. Outro versículo que você pode trabalhar é o de Jeremias 29:11, que diz: “Eu que sei os pensamentos que tenho a vosso respeito…”.

A dignidade é um reconhecimento do caráter e aparência. Desenvolver a dignidade no lar significa desenvolver e reconhecer um bom caráter e uma boa aparência na família.

A santidade nos remete à limpeza, pureza. Nossa família precisa ser um local aonde todos tenham um relacionamento puro e real. Em nossa família precisamos demonstrar total subordinação ao Senhor e demonstrar honra uns com os outros. Dentre as características de uma família sadia, podemos destacar que é em família que podemos descansar, encontrar afeto, conviver com pessoas que gostamos e cultivamos nosso coração, forjamos nosso caráter.

A vida moderna é um grande obstáculo para desenvolvermos nossa família de forma sadia. Cada vez mais deixamos de oferecer energia e esforços à família para nos dedicarmos a outras coisas. Nunca terminamos os estudos, nunca paramos de trabalhar. A bíblia nos ensina que onde está nosso tesouro está nosso coração. Nosso foco não tem sido nossa família e um sinal claro disso é a alimentação precária que oferecemos aos nossos filhos. Justamente porque fazer refeições demanda tempo, a refeição em família é um grande sinal de dedicação ao nosso lar. Não temos tempo para fazer uma janta, mas temos tempo para a novela, o jogo de futebol, o churrasco da cunhada e por aí vai.

Ao falar sobre este assunto em um culto da família, deixe claro que ninguém é contra os estudos ou o trabalho (a própria bíblia nos estimula a buscar estas coisas), mas devemos fazer com equilíbrio entendendo que a família não foi feita para o trabalho, mas o trabalho para a família.

Família e sociedade

“Experiência à mesa” ressalta que o livro “Declínio e queda do Império Romano” enumera cinco motivos que levaram o maior império da humanidade à sucumbir. Curiosamente estes motivos estão ainda bem presentes na sociedade moderna.

  1. O enfraquecimento da dignidade e santidade do lar, que deve serabase da sociedade humana. Atualmente, o conceito de família está tão confuso que nem sabemos definir o que é uma família.
  2. Uso do dinheiro público para levar “pão e circo” ao povo, deixando de investir em setores mais essenciais. O que muitos se preocupam, ainda hoje é com seu próprio prazer e satisfação, sem se importar com o próximo.
  3. Busca desenfreada pelo prazer. Até mesmo o esporte se tornava cada vez mais brutal. Nos dias atuais, os filmes ficam cada vez mais escrachadoseas músicas mais pornográficas. Todos buscam seu próprio prazer.
  4. Fortalecimento do exército enquanto a responsabilidade individual diminui. No Brasil, isso é mais forte do que nunca. O Governo é culpado de tudo.Ninguém assume suas responsabilidades. Tudo é o governo que tem que resolver. Quandoimpõe-se regras e limites, todos se posicionam contra.
  5. Desvalorização da fé. Mais atual impossível.

Parece que não estamos lendo sobre o Império Romano, mas sim da sociedade atual, não é verdade? Devi chega a mencionar como as atividades na igreja estão tomando o tempo que as famílias deveriam ter para si. Este é um bom assunto para um culto da família: a igreja não substitui a família. Os patriarcas não congregavam, mas viviam em família e sua fé permaneceu. Devemos ver a família como crucial para cada um de seus membros desenvolva seu caráter pleno.  Construir um lar onde impere a alegria e paz é o caminho para termos uma família com dignidade e santidade.

Organize seu lar

Este é um tópico pouco falado quando vamos ao culto da família, a organização do lar. A organização do lar deve abranger todos os membros. a limpeza, a disposição dos móveis, ter tudo funcionando, ter ambientes pensados para cada indivíduo tornam o lar um local onde todos podem se sentir especiais e confortáveis, assim os membros da família não vão ficar pensando em como ficar menos tempo em casa, pelo contrário; um ambiente bem estruturado e planejado faz que todos gostem de ficar em casa.

Um lar bem planejado, com refeições preparadas à moda antiga,com tempero caseiro, farinha, fermento, forno, que leve mais de meia hora para ficar pronto, representa que todos estão dispostos a compartilharem o que sabem fazer de melhor. Quando temos um lar bem organizado, todos gostam de passar um tempo ali, é como se a casa falasse aos visitantes “fique aqui”, “aqui é um ambiente agradável”. Caso contrário, um lar bagunçado, seria como falasse “vá embora”, “você não é bem-vindo”.

Com essas dicas, você já pode repensar como organizar e se dedicar à sua casa, sua família. Se você prepara uma pregação para o culto da família veja como você pode desenvolver bem este tema. Cite exemplos pessoais e não seja tímido ao falar como devemos nos dedicar mais aos nossos filhos, marido e esposa.

Leia também:

Um comentário

  • Carla Ribeiro

    Meu Deus creio que foi o próprio Espirito Santo escrevendo estas palavras…estou impactada vou colocar em pratica, parabéns muito útil para minha vida e minha família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *