Estudo do livro de Atos 

Share Button

Antes de iniciarmos nosso estudo do livro de Atos mais profundamente, vamos destacar algumas características deste livro para facilitar o aprendizado. Para você que pretende iniciar seus estudos bíblicos para conhecer melhor as Escrituras Sagradas, acreditamos que começar pelo livro de Atos é uma boa dica. Aqui encontramos os primeiros anos do cristianismo, com um resumo das viagens de Paulo, o que nos permite identificar como o cristianismo começou. Recomendamos que você realize o estudo do livro de Atos com sua bíblia em mãos, ou que você imprima esta página para te acompanhar ao ler o livro de Atos dos apóstolos. Convidamos você a uma viagem no tempo, onde você irá entender os conceitos básicos do cristianismo e por que esta fé continua tão forte e poderosa até os dias atuais.

Este é apenas o primeiro texto de vários que vamos trazer. Acompanhe esta jornada de estudos que nos relatam a origem do cristianismo.

Pense nisso 

Ao iniciar a leitura de Atos você deve ter em mente dois pontos cruciais, que caracterizam bem este livro.

Espírito Santo: A promessa feita ao profeta Joel se cumpriu após a ida de Jesus, quando o Espírito de Deus desceu sobre o povo, em Pentecostes. Quando o Espírito Santo desceu, os cristãos ficaram sobremaneira animados, pois a promessa de Jesus, de que não os deixariam só, se cumpriu.

Igreja Primitiva: Um momento delicado e crucial se deu nestes primeiros anos após a morte e ressurreição de Jesus Cristo, pois a igreja estava se organizando, tanto fisicamente como espiritualmente. As doutrinas, conceitos, pensamentos, filosofias e toda a organização da igreja cristã começaram nesta época. Os líderes tiveram que tomar importantes decisões na formação da igreja cristã. O livro de Atos narra muitos dessas decisões cruciais.

Reflita: Qual foi a última ordem de Jesus aos seus discípulos? (Atos 1:8) e como uma família foi salva por causa de um terremoto? (Atos 16:16 a 34).



Jesus se foi, e agora? 

Devemos lembrar que com a crucificação de Jesus, os discípulos se espalharam e fugiram cada um para um canto, na noite em que Jesus foi preso. Atos nos mostra o que ocorreu depois que Jesus ressuscitou e apareceu a algumas pessoas. Como veremos, Jesus enviou o Espírito Santo para auxiliar os discípulos na pregação do Evangelho da Salvação.

Veremos, neste estudo do livro de Atos, como se deu a origem da igreja primitiva, como começou, cresceu e se espalhou por Jerusalém e Império Romano. A pregação do Evangelho começou de forma tímida, pois os discípulos ainda tinham receios do que poderia acontecer a eles por pregarem a nova fé. Tão logo o Espírito Santo os capacitou, tornaram-se audaciosos missionários. Enfrentaram líderes religiosos, foram presos, apanharam, foram açoitados e alguns até morreram por pregar que Jesus era o Filho de Deus. Ainda assim, a pregação sobre Jesus, a vida eterna e a adoção da família de Deus continuava a se espalhar, de forma cada vez mais audaciosa.

Uma importante figura da igreja primitiva foi Saulo, líder judeu perseguidor de cristãos, mas que logo percebeu estar lutando contra o próprio Eterno. A vida de Saulo mudou completamente após uma visão, na qual foi instruído pelo próprio Cristo a mudar seu comportamento. Saulo mudou de nome para Paulo, realizou três viagens missionárias pregando o cristianismo, que ele mesmo combateu, anteriormente, com prisões e mortes.

Além do relato das viagens de Paulo, o estudo do livro de Atos abordará os ensinamentos do Espírito Santo. Este livro registra como os cristãos foram instruídos pelo Espírito Santo e como a vida de muitas pessoas foi transformada, provando que Jesus era mesmo o Filho de Deus.

Os irmãos de Jesus 

A princípio, os próprios irmãos de Jesus não criam nele, a ponto de zombarem, insultá-lo e até acharem que Jesus estava louco. No entanto, como você vai ler no livro de Atos, após a ressurreição de Jesus, todos eles, juntamente com Maria, se dirigiram ao cenáculo esperando pelo Espírito Santo. Uma curiosidade bíblica é que a Carta de Tiago foi escrita por Tiago irmão de Jesus, que, inclusive, se tornou um dos líderes do cristianismo.

A importância do dia de Pentecostes 

Como veremos no decorrer do estudo do livro de Atos, foi neste dia que o Espírito Santo desceu sobre os cristãos para testificar o testemunho de Cristo. Neste dia, um grande estrondo foi ouvido, como uma rajada de vento, em seguida, algo parecido com chamas de fogo, línguas de fogo, desceu e tocou cada cristão presente no local. Os cristãos começaram a falar em línguas que não sabiam falar, que não conheciam. Outras pessoas que estavam por perto ouviram e ficaram perplexos. Algumas se converteram por ouvir coisas ditas em seu próprio idioma.

  • A descida do Espírito Santo foi um marco para que os cristãos soubessem que daquele dia em diante tudo seria bem diferente do que estavam acostumados.

O que era a Pentecostes? 

A festa de Pentecostes era uma cerimônia judaica celebrada 50 dias após a Páscoa. Jesus fora crucificado durante a festa da Páscoa e ressuscitou três dias depois. Ele ainda apareceu aos discípulos e retornou aos céus. Foi durante esta festa que o Espírito Santo, o Consolador mencionado por Jesus, foi enviado pela primeira vez neste período.

Ao realizar o estudo bíblico do livro de Atos, você deve saber que a igreja estava passando por transformações rápidas e importantes. Por exemplo, era costume orar somente no Templo, mas Jesus havia dito que Deus não habita apenas no Templo, mas em cada um de nós. Outro ritual importante da vida judaica eram os sacrifícios, mas Jesus serviu de sacrifício definitivo, acabando com este costume entre os cristãos.

Cesaréia e Atenas 

Se você quiser aprofundar seu estudo do livro de Atos, recomendamos que você pesquise sobre as cidades de Cesareia e Atenas. Se você está direcionando o estudo para jovens, adolescentes, ou qualquer outro grupo, talvez, seja interessante você pedir uma pesquisa sobre essas cidades.

A cidade de Cesareia recebeu este nome em homenagem ao imperador César Augusto; e ficava localizada no litoral da Palestina, às margens do Mar Mediterrâneo, por isso, o governador Herodes, o Grande, resolveu construir ali um porto. Segundo historiadores, este foi o primeiro porto artificial da antiguidade, com um farol na entrada, que ajudava os navios a se localizarem e locomoverem. Além do porto, a cidade tinha hipódromo, anfiteatro e um palácio construído no alto de uma colina, ao sul do porto, pelo governador Herodes, pois o governado ficava nesta cidade a maior parte do tempo. Cesareia era sua residência. Atualmente, ainda é possível ver as ruínas de um aqueduto da época do Império Romano.

Na época de Paulo, Atenas tinha como principal referência o templo da deusa Atena, também chamado de Parthenon. A construção ficava no alto de uma colina escarpada, chamada Acrópole. Atenas tinha outra colina famosa, Areópago, também chamada de colina de artes e colina de Marte. Alguns estudiosos acreditam que foi em Areópago que Paulo fez o discurso relatado em Atos 17:22 a 24. No entanto, outro grupo de estudiosos, acredita que este discurso ocorreu em Ágora, uma construção cercada de colunas, que ficava abaixo do Areópago. De qualquer forma, poucos se converteram em Atenas.

No próximo texto sobre este estudo do livro de Atos traremos mais algumas curiosidades antes de iniciar a análise capítulo por capítulo.

Não deixe de ler:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *