Estudo sobre adoração – Exaltando Cristo 

Share Button

Neste estudo sobre adoração vamos identificar três características de Jesus que nos revelam motivos para adorá-lo. Quando decidimos louvar a Deus precisamos compreender o que Jesus significa em sua plenitude. Não apenas nossos motivos pessoais são suficientes, mas compreender o que o Criador tem de poder sobre todos e sobre tudo. Quando lemos Hebreus podemos identificar diversos motivos que nos levam a compreender porque Jesus Cristo é merecedor de nossa adoração e nosso louvor. Quando entendemos o que Cristo significa para todo o Universo, compreendemos que Ele é digno de ser adorado com toda nossa intensidade. Conhecer melhor a majestade de Cristo e sua obra é fundamental para o cristão; em especial ao grupo de louvor.

Vamos tomar como chave para este estudo sobre adoração o trecho de Hebreus 1:3, que diz o seguinte.

O Filho é o resplendor da glória de Deus e a expressão exata do seu ser, sustentando todas as coisas por sua palavra poderosa. Depois de ter realizado a purificação dos pecados, ele se assentou à direita da Majestade nas alturas, Hebreus 1:3. 

Na primeira frase do versículo acima lemos que todas  as coisas são sustentadas pelo poder de sua Palavra. Isso nos mostra quão poderosa é a palavra que sai da boca de Jesus. Não devemos nos esquecer que quando falamos de criação, não falamos apenas do mundo material, mas Ele criou todas as coisas, inclusive, no mundo que não vemos, o espiritual.

Há poder em sua palavra 

Estudamos todas as áreas da ciência. Não importa quão grandiosa seja uma descoberta, nada é mais poderoso e incrível que a Palavra de Jesus. Quando declaramos, por exemplo, “há poder em sua palavra. Para crer no impossível”, estamos refletindo sobre toda a criação. Material ou espiritual.

Quando descobrimos como as coisas funcionam, podemos ver como a criação de Deus é perfeita. Quando descobrimos que a inclinação da Terra é perfeita para sustentar a vida, aprendemos que um detalhe mínimo, como essa inclinação, é o suficiente para diferenciar um planeta rico em vida de outro inabitado. A distância do sol, a presença da lua, o “escudo’ de Júpiter (sua gravidade atrai meteoros que poderiam destruir nosso planeta). Tudo isso são detalhes criados pela Palavra de Cristo.

Nosso corpo, como funcionam cada célula, como nosso corpo se adapta às mudanças climáticas, como as crianças se desenvolvem, como nosso cérebro é complexo. São outros exemplos que nos mostram que a Palavra de Deus é detalhista e poderosa.

Confiar neste poder nos faz compreender que sua Palavra é mais que o suficiente para acreditarmos nos milagres que Ele tem para nós. Suas promessas nos dão esperança. Podemos crer mais ainda no seu poder quando lembramos que apesar deste poder todo, Ele veio como ser humano, não para ser servido, mas para ser um servo.

Creia em seu poder. Estude sua Palavra. Leia a bíblia com frequência, e veja quão grande e poderoso é o Criador. Quando compreendemos todo este poder, podemos louvá-lo com mais segurança, confiando em sua Palavra. A equipe de louvor deve refletir na grandeza e majestade da Palavra de Deus, ao ministrar o louvor, para a adoração seja completa, perfeita.



Jesus remove nossos pecados 

Talvez, essa seja o maior motivo de adorar a Jesus, Ele remove os nossos pecados. Neste estudo sobre adoração não poderíamos deixar de falar do maior ato de amor de Deus para nós. Quando Jesus decidiu vir como homem, para servir e ainda ser crucificado pelos nossos pecados, estava demonstrando seu amor e sua obra perfeita. Quando o autor escreve “Depois de ter realizado a purificação dos pecados”, ele está apontando para a grandiosa sabedoria de Deus.

Antigamente, os sacerdotes precisavam sacrificar animais. Dia após dia. Centenas, talvez milhares, de animais eram sacrificados anualmente para que o povo pudesse ter seus pecados perdoados. Esta cerimônia se tornava cada vez mais um peso para os líderes e para o povo. Se o pecado em nossa vida é uma constante, o sacrifício de animais nunca seria o suficiente. Mais cedo ou mais tarde um sacrifício definitivo deveria ocorrer, e foi o que aconteceu em Cristo Jesus. A carta aos hebreus possui mais duas passagens significativas e claras sobre a perfeição do sacrifício de Cristo.

Assim também Cristo, oferecendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação.  Hebreus 9:28

Mais pra frente, também lemos:

Porque com uma só oblação aperfeiçoou para sempre os que são santificados. Hebreus 10:14

De acordo com os profetas antigos, o sacrifício final deveria ser perfeito, imaculado. Jesus pagou este preço. Quando declarou “está consumado”, sua Palavra deu poder para que toda profecia sobre o Messias, o profeta ungido, fosse realizado. Ele pagou o preço, a penalidade que deveria estar em nós, ficou com ele.

Cristo é exaltado no Céu 

O versículo de Hebreus 1:3 termina com a revelação de que Cristo está assentado na majestade, sendo exaltado. Após concluir toda a sua obra, Cristo foi exaltado nos Céus, à direita do Pai, sendo dado-lhe o poder de ser chamado Senhor, ou seja, governador de tudo e de todos.

Uma curiosidade que vale a pena ressaltar neste estudo sobre adoração, é que a Palavra nos revela que Jesus sentou ao lado do Pai. Os antigos profetas nunca se sentavam, pois sua obra nunca era concluída, perfeita, acabada. O sumo sacerdote, Jesus Cristo, concluiu sua obra em sua plenitude, por isso, fez o que nenhum outro sacerdote fez, sentou-se.

Adore ao Senhor 

Com estes três pontos sobre Jesus, concluímos este estudo sobre adoração com a certeza que Cristo é merecedor de nossa adoração não apenas pelo o que Ele fez, e faz, em nossas vidas, mas por toda a grandiosidade que representa.

O poder de sua Palavra nos dá convicção de que ele é todo poderoso e merece o nosso reconhecimento, em forma de adoração.

O perdão de nossos pecados é o motivo maior de nosso louvor a Cristo. Recebemos muitas bênçãos, ganhamos muitos presentes de nosso Pai, mas a remissão de nossos pecados é o principal alvo de nossa adoração. De que adiantaria tantas bênçãos sem a certeza da salvação?

Jesus é exaltado no Céu, o que demonstra sua soberania sobre todos os reinos, inclusive nos quais não vemos, por isso, Ele merece nossa adoração.

Pra aprofundar seus estudo sobre adoração recomendamos também:

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *