Mensagem de fé evangélica: Não viva a base de trocas 

Share Button

Quando lemos sobre os dons do Espírito, em 1 Coríntios 12, damos muita atenção aos milagres, dons de curar, maravilhas e profecias; o dom da fé passa desapercebido, como se não estivesse lá. Parece que todos nós temos o dom da fé pelo fato de acreditarmos em Deus. A mensagem de fé evangélica que trazemos hoje ressalta que o dom da fé não se resume a acreditar que Deus existe e Ele nos ajuda, mas é uma referência a um estilo de vida, a uma forma intensa de viver que poucos conseguem alcançar, mesmo com muitos anos de conversão. O dom da fé é o que nos leva a viver muito mais com base no sobrenatural do que baseados no que vemos ao redor. 



Uma vida de oração, intercessão, leitura bíblica e boas ações ao próximo. Podemos listar essas como algumas características da fé. O problema é que grande parte de nós achamos que ter fé se resume a creditar que Deus pode nos ajudar a vencer os obstáculos, que no fim vai dar tudo certo; frequentamos a igreja, ouvimos as músicas evangélicas, e pronto! Achamos que temos o dom da fé. Mas não praticamos isso, principalmente, com uma vida de oração constante. A fé e a vida de oração são inseparáveis. A misericórdia, o perdão, o amor aos nossos “inimigos”, são essas atitudes que revelam nossa verdadeira fé, que apontam que estamos desenvolvendo o dom da fé. 

A salvação é mais importante que a cura 

Uma história que pode ilustrar essa mensagem de fé evangélica está em Lucas 5 a partir do versículo 17. 

E aconteceu que, num daqueles dias, estava ensinando, e estavam ali assentados fariseus e doutores da lei, que tinham vindo de todas as aldeias da Galiléia, e da Judéia, e de Jerusalém. E a virtude do Senhor estava ali para os curar. E eis que uns homens transportaram numa cama um homem que estava paralítico, e procuravam fazê-lo entrar e pô-lo diante dele. E, não achando por onde o pudessem levar, por causa da multidão, subiram ao telhado, e por entre as telhas o baixaram com a cama, até ao meio, diante de Jesus. E, vendo ele a fé deles, disse-lhe: Homem, os teus pecados te são perdoados. Lucas 5:17-20 

O que lemos neste trecho é que a preocupação maior de Jesus era perdoar os pecados daquele paralítico, mas os fariseus que acompanhavam aquela cena ficaram indignados e começaram a resmungar e questionar com que autoridade Jesus perdoava os pecados daquele homem. 

Jesus estava demonstrando sua maior virtude e seu objetivo, o perdão dos pecados de todos. Mas muitas vezes, não é isso o que queremos. Queremos ser curados, queremos ver nossos problemas resolvidos agora. “Pouco importa que nossos pecados podem ser perdoados. Eu quero meus problemas resolvidos”. Assim, muitas vezes pensamos. 

A fé cristã genuína deve focar a salvação, o perdão de nossas dívidas, e não as bênçãos materiais. Infelizmente, é nisso que focamos.  

Mude seu foco 

Quando estamos com problemas, dívidas e em situações de ansiedade, é evidente que buscamos uma solução em Deus. Confiamos em seu poder e seus caminhos. Mas isso, puramente, não significa viver de fé. Se acreditamos inteiramente no sobrenatural, devemos viver isso intensamente, com oração, jejum, amor, perdão, misericórdia etc. O que queremos focar nesta mensagem de fé evangélica é que demonstramos nossa fé não apenas quando acreditamos, mas quando demonstramos isso em nossas ações. Em Tiago 2:19 lemos algo curioso. O autor nos adverte que até mesmo os demônios creem em um Deus e temem. O problema é que eles não o obedecem, não lhe dão glória, não agem com amor, entre outras coisas. 

Se você quer renovar sua fé, ou fortalece-la, você precisa praticar isso. Não é apenas “acreditar mais”, mesmo porque isso nem é possível, ou você acredita ou não acredita. Se você precisa revigorar sua fé, precisa fazer isso com atitude. Descansando seu coração, orando, tendo um coração grato pela salvação, lendo a bíblia, jejuando e exercitando o amor ao próximo de todas as maneiras possíveis e imagináveis. O problema é que em momentos difíceis só queremos ouvir palavras positivistas e promessas para nossas vidas. Queremos ser curados, mas não lembramos que o principal já foi feito, fomos salvos de nossos pecados. 

Seja grato 

O primeiro passo para renovar sua fé é ter um coração grato. Tente superar suas aflições, medos e ansiedade, por sentimento de gratidão, alegria. Relembre que sua salvação já foi garantida, lembre tudo o que Deus já fez por você. Descanse em Jesus e mantenha seu coração cheio de amor e misericórdia. 

Pois onde estiver o seu tesouro, ali também estará o seu coração. Lucas 12:34. 

Selecionamos este versículo para esta mensagem de fé evangélica porque queremos lembrar que nosso tesouro deve estar na salvação, na gratidão pelo sacrifício da cruz. Renove sua fé com uma oração de gratidão, com pedido de perdão. Demonstre que sua fé não está baseada no que você possui, recebe e nos milagres que vivencia. Sua fé deve estar baseada apenas na piedade de Jesus, no perdão de nossos pecados, o que recebemos além disso já “é lucro”. Mas não nos sentimos satisfeitos porque sempre queremos nos comparar com outras vidas. Queremos ser tão prósperos como o Fulano, queremos ser promovidos como o Ciclano, queremos nos casar como a Fulana; e assim por diante. Nunca estamos satisfeitos quando comparamos a vida, e até mesmo os milagres, das outras pessoas conosco. Se não tivermos este referencial de outras pessoas e olharmos puramente para nós, podemos enxergar quantas coisas boas estão ao nosso redor. 

Que o nosso tesouro não esteja apenas em nossa saúde física, bem-estar, alegria, sensação de paz e felicidade. Tudo isso é consequência da misericórdia de Deus, não somo dignos dessas coisas, pois nossa justiça é como trapo imundo (Isaías 64:6). Que o nosso tesouro, a nossa fé esteja na gratidão por termos recebidos a salvação sem merecermos. Esperamos que esta mensagem de fé evangélica nos faça refletir sempre que estivermos desanimados e cansados, lembrando-nos que a gratidão pela salvação é a nossa melhor maneiras de renovar nossas forças. 

Leia também:



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *