Mensagem para encontro de casal: seja o primeiro a mudar 

Share Button

Se você procura uma mensagem para encontro de casal evangélico este texto pode te ajudar bastante. Nesta mensagem veremos como é importante tomarmos a iniciativa de mudar nosso comportamento pelo bem do casal, do casamento. Com a rotina cheia de tarefas e problemas que se acumulam, sempre achamos que os problemas estão nos outros e que estamos agindo da melhor forma possível. O que precisamos fazer nestes momentos é parar para pensar e refletir sobre o que nós podemos fazer para mudar a situação. Um pouco de conversa e boa vontade pode ser o início de uma restauração, ou mesmo uma ferramenta para manter a intimidade do casal em alta. 

Quando procuramos uma mensagem para encontro de casal ficamos na dúvida sobre o assunto a ser abordado. Isso por que um grupo de casais envolve diversos tipos de pessoas e relacionamentos em estágios bem diferentes. Se pudéssemos fazer uma mensagem para casal recém casado, outra para o casal que teve filhos a pouco tempo e outra para casais mais maduros seria melhor. Como raramente temos essa oportunidade, fazer uma mensagem mais abrangente é sempre o caminho mais seguro. Quando falamos de mudança de comportamento, achamos que este tipo de ensinamento só pode ser feito a casais mais maduros, no entanto, estas mensagens ajudam os casais mais novos a manterem sua rotina de renovação de pensamento e atitudes para manter o matrimônio. 




Todos nós temos nossa personalidade e até morrer precisamos nos aperfeiçoar. Mesmo assim morreremos imperfeitos. Isso se reflete na vida a dois também. Por mais que achemos que fazemos bem nosso papel, sempre surgem novos desafios e precisamos renovar nossa forma de encarar cada situação. No começo do casamento os desafios são uns, quando temos filhos são outros e quando os filhos deixam a casa, nossos desafios também mudam. Neste meio tempo aparecem situações delicadas, financeiras, de saúde e relacionamento com amigos e parentes. Neste esboço de mensagem para encontro de casal vamos ajudar você a direcionar uma palavra a um grupo bem amplo. 

Dinâmica 

Dependendo do tempo disponível, você pode iniciar a reunião com uma dinâmica. Pegue uma caixa e dentro dela coloque um espelho. Ao iniciar o encontro diga que você preparou uma mensagem sobre o maior problema dos casamentos. Você descobriu qual a palavra, ou qual o maior transtorno nos relacionamentos. Diga que você vai chamar um por um (se o grupo for grande, diga que vai chamar algumas pessoas) para ver que problema é esse, mas quem ver não pode contar para ninguém. Chame uma pessoa e peça para que ela veja na caixa qual o grande problema (obviamente não deixe que mais ninguém veja o que tem na caixa, por isso, a pessoa não pode tirar o espelho, apenas olhar). Perceba que muitos vão ficar surpresos ao olharem o espelho.  

Introdução 

Muitas vezes achamos que somos perfeitos e que o problema do relacionamento é sempre o outro. Evidente que existem diversos problemas que podem desgastar, ou preocupar um casamento, mas devemos saber lidar com todas as adversidades. Situações financeiras, saúde e tantos outros problemas externos podem interferir no casamento, por isso, devemos saber equilibrar estes problemas, como se criássemos um escudo, uma barreira, para que estes problemas não cheguem ao seio da família. Assim como Samá (2 Samuel 23) lutou por seu território, devemos lutar pela nossa família. As interferências exteriores não podem chegar ao centro de nosso lar, desestabilizando nosso relacionamento. Precisamos ser capazes de impedir que isso aconteça. 

Com o passar dos anos, nos acomodamos em achar que nós lutamos para manter a paz em casa, mas o outro não reconhece. Achamos que estamos nos esforçando o suficiente, mas o cônjuge não muda, permanece com postura defensiva e agressiva. Tentamos reverter o quadro, mas não conseguimos. Como lutar contra este problema? É possível reverter este quadro? 

Primeiros passos 

Um texto chave para esta mensagem para encontro de casal é 1 Coríntios 7:13 e 14. 

E, se uma mulher tem marido descrente, e ele se dispõe a viver com ela, não se divorcie dele. Pois o marido descrente é santificado por meio da mulher, e a mulher descrente é santificada por meio do marido. Se assim não fosse, seus filhos seriam impuros, mas agora são santos. 

Neste trecho lemos que é possível um casal se manter unido mesmo quando um de seus membros se converte ao cristianismo e outro não. Naquela época, e ainda hoje, muitas pessoas se convertem e ficavam na dúvida se deveriam se separar de seus cônjuges para seguir a fé. Paulo estava ensinando que não. Ele não diz que a salvação é alcançada, mas a santificação, ou seja a manutenção de uma vida separada do julgamento do mundo. Quem se converte pode, e deve, manter seu relacionamento em bom funcionamento. 

O convertido não deve ser influenciado pelo o que segue a vida sem Cristo, mas o contrário. O convertido deve ser influência na vida do que não se converteu. 

Assuma seu papel 

O foco desta mensagem para encontro de casal é ressaltar que independente se nosso companheiro é convertido ou não, nós devemos ser a boa influência, a luz de Cristo. Se o marido é ranzinza, a esposa não deve revidar da mesma forma. Se a esposa ressalta e remonta a erros do passado, o marido não deve colocar ainda mais lenha nessa fogueira. Seguindo cristianismo em sua raiz, devemos pagar o mal com o bem. 

Não se deixem vencer pelo mal, mas vençam o mal com o bem. Romanos 12:21. 

Praticar este princípio com quem não convivemos é, às vezes, mais fácil que em casa, com pessoas que convivemos há anos e já temos inúmeras histórias de contendas e reclamações. 

Não importa a que ponto está seu casamento, no começo, à beira do divórcio, uma maravilha, morno, frio; seja você o responsável por faze-lo agradável a todos. Ainda que você não perceba uma resposta imediata. O tempo sempre demonstra seus frutos. Se você planta tolerância, carinho e compreensão, essa será sua colheita, por isso lemos também: 

Tudo o que fizerem, façam de todo o coração, como para o Senhor, e não para os homens, sabendo que receberão do Senhor a recompensa da herança. É a Cristo, o Senhor, que vocês estão servindo. Colossenses 3:23,24. 

Podemos finalizar esta mensagem para encontro de casal ressaltando que o casamento pode ser visto como um campo de plantação. Se, durante anos, plantamos discórdia e repúdio, é isso que colheremos. A situação não se reverte na hora, assim que começamos a plantar os bons frutos. Da mesma forma que o desgaste no casamento ocorre por anos de plantação de maus frutos, os bons frutos serão recolhidos após anos de plantação de boas ações. Não seja precipitado, aguarde o tempo da colheita. 

Aos casais mais novos, que ainda não acumularam anos de experiência, essa é uma oportunidade para escolher desde já o que vão plantar. Quando perceberem que algumas sementes amargas estão em suas mãos, não plante, jogue fora. Ou seja, quando você perceber que um assunto, uma situação, está começando a criar certo desgaste no casamento, reflita sobre isso e mude sua postura desde já. 

Se preferir, ao levar esta mensagem para encontro de casal, dê exemplos pessoais e chame um ou dois casais mais maduros para falarem de suas experiências, seus momentos que foram desgastantes (claro que eles não precisam falar os detalhes se não quiserem) para que edifiquem a todos, desde os mais novos aos mais velhos.

Leia também:

3 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *