Modelo de lição sobre Paulo e Silas na prisão 

Share Button

Neste modelo de aula sobre Paulo e Silas na prisão, aprendemos a manter nossa alegria, fé e esperança mesmo em momentos de dificuldade; quando muitas pessoas ficariam tristes. Em muitas experiências negativas da vida questionamos por que um Deus tão amoroso e piedoso permite que passemos por situações adversas. Com essa história aprendemos que muitas vezes, em situações assim, nossas experiências servem para alcançar outras vidas, além, é claro, de fortalecer nossa fé. Esta aula pode ser adaptada para crianças de todas as idades, e também para adultos; para refletirmos sobre momentos que nos sentimos perseguidos e até mesmo injustiçados. 

Texto base: Atos 16:16 a 41 

Objetivo: Ensinar a manter a felicidade e confiança em Deus mesmo em momentos adversos 

Introdução

Quem aqui já ficou triste ou com medo em uma determinada situação? Em alguns momentos da vida passamos por dificuldades e ficamos com medo ou então tristes. Isso acontece com todo mundo. Hoje nós vamos ver a história de duas pessoas que mesmo passando por dificuldades mantiveram-se felizes. Um destes homens era Paulo, que depois de passar pela dificuldade que vamos aprender hoje, escreveu essa frase – Alegrem-se sempre. Outra vez, digo a vocês, alegrem-se (Filipenses 4:4). Leia este versículo na sua bíblia, mas use uma versão que as crianças entenda o que você quer ensinar. 

História 

Há muitos anos, dois homens viajavam o mundo ensinando sobre a vida de Jesus e falando do amor de Deus para todos os povos; eles se chamavam Paulo e Silas. Certo dia, eles decidiram que iriam a uma cidade chamada Filipos. No caminho, uma moça que era adivinha (uma espécie de bruxa) começou a seguir os dois e ficava gritando – Esse dois são filho de Deus e querem ensinar o Caminho da Salvação. Apesar de falar a verdade, ela tinha um espírito ruim, que ficava incomodando todos e ficava adivinhando a vida dos outros. Ela era escrava de dois homens, que ganhavam dinheiro com as adivinhações dela. Depois de tanto perturbar, teve uma hora que Paulo mandou que o espírito imundo de adivinhação saísse daquela mulher em nome de Jesus. O espírito saiu da moça, e os donos daquela adivinha ficaram furiosos, porque não poderiam mais ganhar dinheiro com as adivinhações daquela moça.  




Os dois homens pegaram Paulo e Silas e levaram para os juízes da cidade. Eles pediram que os dois fossem presos porque estavam perturbando a cidade. As autoridades da cidade, os oficiais, mandaram prender Paulo e Silas. Primeiro eles foram açoitados e depois levados à prisão.  

Chegando Paulo e Silas na prisão, eles não ficaram com medo, pois sabiam que deveriam manter a alegria por conhecerem a palavra de Deus. Eles sabiam que Deus não iria abandoná-los mesmo em uma situação tão difícil. 

Muitas vezes nos sentimos abandonados e tristes. Quando vemos que estamos passando por dificuldades ficamos com medo. Quando estivermos passando por momentos assim, devemos nos lembrar de Paulo e Silas na prisão, que mesmo acorrentados não desanimaram. 

Mesmo naquela situação, eles resolveram cantar a Deus, louvar ao Senhor. Os outros presos não podiam acreditar no que estavam vendo; Paulo e Silas na prisão resolveram cantar a Deus. Já era meia-noite e todos os outros detentos podiam ouvir Paulo e Silas louvando ao Criador. De repente, um terremoto aconteceu naquela cidade, e as cadeias se quebraram.  

Quando o carcereiro, o homem que vigia os presos, viu que o terremoto tinha aberto as portas da prisão, achou que todos tinham fugido. Se o imperador soubesse que o carcereiro deixou todos os fugitivos saírem, mandaria matar o carcereiro, por isso, quando viu a cadeia toda quebrada, o carcereiro ia se matar, mas bem na hora que ele pegou a espada para tirar sua própria vida, Paulo gritou para que ele não fizesse aquilo.  

O carcereiro ficou maravilhado de ver que, na verdade, ninguém tinha fugido. Ele se lembrou que Paulo e Silas na prisão estavam louvando a Deus; e perguntou a eles o que deveria fazer para ser salvo também. Eles responderam que deveria crer no Senhor Jesus para que fossem salvos ele e sua família. O carcereiro aprendeu com Paulo e Silas na prisão que Deus nos ama e cuida de nós mesmo quando achamos que não. Deus quer nos ajudar e proteger mesmo nos momentos mais difíceis. 

Conclusão 

Naquela noite, estavam Paulo e Silas na prisão quando puderam ver que a alegria deles também serviu para abençoar outras vidas. O carcereiro ficou tão feliz que até serviu uma refeição a eles. Em seguida, os oficiais da cidade descobriram que Paulo e Silas não poderiam continuar na prisão porque eram cidadãos romanos. Naquela época somente romanos podiam prender romanos, e as autoridades que mandaram jogar Paulo e Silas na prisão não eram romanos, por isso, tiveram que pedir desculpas e libertaram os dois. Paulo e Silas saíram de lá e perceberam, que passaram por toda aquela dificuldade para que os outros presos e o carcereiro pudessem conhecer o poder de Deus. 

Muitas vezes não sabemos porque passamos por dificuldades, mas tudo acontece para que o nome de Deus seja engrandecido. 

Oração 

Se você hoje percebeu que precisa de Jesus como seu salvador para não ter medo, mesmo em situação difíceis, vamos orar comigo para que Jesus seja seu salvador. 

Se você já tem Jesus como salvador, mas de vez em quando fica com medo, vamos orar para que Jesus esteja sempre conosco, mesmo quando tivermos com medo. 

Leia também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *