O que posso fazer se ninguém gosta de mim? 

Share Button

Você não é a única pessoa a pensar que está sozinha. Em diferentes estágios da vida, pensamos – ninguém gosta de mim – alguns na adolescência, outros mais velhos, quando não se casam e se sentem carentes, outros acham que não obtiveram o sucesso profissional que os amigos de infância obtiveram. Este sentimento, normalmente, se agrava quando navegamos pela internet e vemos nas redes sociais as pessoas felizes, com família, viajando e satisfeitas em seus empregos. Parece que tudo deu certo para elas e não pra gente. Ficamos isolados, tentamos nos aproximar e criar laços de amizades, mas parece que nada funciona. Com o tempo, aquela sensação que – ninguém gosta de mim – só aumenta. O que fazer para superar isso? 



Na tentativa de sair deste sentimento, começamos a vasculhar o que as outras pessoas gostam para puxar assunto e tentar criar um vínculo de amizade. No começo parece que vamos, enfim, ter um amigo, mas logo descobrimos que continuamos sozinhos. Pensamos o que podemos fazer para que as outras pessoas gostem de nós, e é aí que mora o perigo; na tentativa de agradar os outros, começamos a abrir mão de nós mesmos, de nossas opiniões, nossos gostos e até nosso pudor. Não é raro, por exemplo, pessoas que se cadastram em site de namoro e saem com pessoas que não gostam e até fazem coisas contra sua vontade (não apenas na parte sexual, mas no lazer, na alimentação e na forma de viver também) só para tentar agradar os outros. 

Neste texto, queremos ajudar você que se sente sozinho, mas se você não sente isso, continue lendo, pois você pode ser um instrumento para ajudar outras pessoas. Mesmo participando de uma sociedade complexa e diferentes ambientes (faculdade, trabalho, condomínio), muitas vezes nos sentimos sozinhos e nossa sensação de que ninguém gosta de nós aumenta. 

Saiba quem você é 

Para obter aprovação de outras pessoas, não baixe seus padrões. Não importa o quão solitário esteja, mantenha sua esperança e fé em fazer o que é correto. A fé é primordial para superar este sentimento de que ninguém gosta de mim. Quando passamos a crer, de verdade, que existe um criador, passamos a questionar nossa vida com outro olhar, com novas perguntas. Talvez, este momento no qual você ache que ninguém liga para você seja uma oportunidade de colocar seus pensamentos em dia, se afastar de tudo o que prejudica sua saúde e perceber que é melhor passar por este deserto do que se submeter à condição de fingir ser alguém que você não é, fingir que gosta de coisas que você não gosta, de músicas e hábitos que você, na verdade, gostaria de evitar. 

Quando olhamos do ponto de vista de alguém que crê em Deus, podemos pensar melhor em como lidar com isso, como viver neste mundo e refletir por que ninguém gosta de mim? Talvez, a melhor resposta seja que estejamos colocando expectativas nas pessoas erradas, nos motivos errados. Este pode ser um bom momento para você pensar que não importa se gostam de você ou não, mas se há um Criador, então Ele tem um propósito para sua vida, e para este momento que atravessa. 

Alguém se importa contigo 

Tendo ou não fé, todos passamos por momentos difíceis e dolorosos. Por muitos anos, diversos personagens da Bíblia passaram pelo mesmo problema. O melhor trecho para pensarmos em como reagir se ninguém gosta de mim é o Salmo 23. Vamos ler o seguinte trecho: 

Mesmo quando eu andar por um vale de trevas e morte, não temerei perigo algum, pois tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me protegem. Salmos 23:4 

O autor revela que não tem medo das aflições deste mundo porque tem convicção de quem ele é, e sabe que seu Senhor está com ele. O profeta Isaías também se sentiu abandonado, mas ao buscar uma resposta sobre aquele momento de dor, recebeu como resposta do Criador: 

Por isso não tema, pois estou com você; não tenha medo, pois sou o seu Deus. Eu o fortalecerei e o ajudarei; eu o segurarei com a minha mão direita vitoriosa. Isaías 41:10. 

O principal objetivo das Escrituras é mostrar ao homem que Deus se importa com cada um de nós, individualmente. Apesar de estarmos na multidão e termos tantos defeitos, seu desejo é mostrar que Ele está conosco todos os dias, mas precisamos ter fé para isso. Em Hebreus 11:6 diz que é impossível agradar a Deus sem fé. Por isso não vemos milagres todos os dias, o tempo todo. Se os milagres ocorrem com facilidade, ninguém precisaria exercitar a fé. 

Como superar este sentimento 

Parece que entender o conceito de fé em Deus não nos ajuda com nossa dúvida, por que ninguém gosta de mim? Mas precisamos crer nisto para nos valorizarmos e não cairmos no erro de nos submetermos às vontades dos outros para forçarmos uma amizade. 

Quando entendemos que fomos criados com características únicas, podemos compreender que nosso jeito de ser não está errado. Neste mundo tão sensualizado, corrupto e egoísta, parece que não nos encaixamos. Para criar amizades, começamos a aceitar coisas que antes julgávamos errado. Começamos a acreditar que passar os outros para trás é certo, por exemplo. Não podemos cair no erro de absorver ideias que não condizem com aquilo que realmente cremos. 

Ao invés de se remoer pensando – ninguém gosta de mim – reflita sobre sua fé, sobre como Deus tem te guiado e protegido até aqui. Depois de ter passado por tantas dificuldades e ter feito tantas reflexões, repare que você chegou a este texto para pensar como o sentimento de solidão nos oferece duas portas. Uma que leva à depressão, à entrega total de nossos sentimentos e emoções. Outra porta nos leva a revigorar nossa vida e repensar nossos conceitos neste mundo. Falar de fé não é fazer positivismo, é implantar em nós mesmo conceitos que devem durar pelo resto da vida. Quando buscamos nosso criador, e passamos a ter experiências que nos fazer mudar nossa visão de vida e morte, mudamos nossa postura com nossas adversidades. 

Quando puder, comece a ler (ou reler) o Novo Testamento para ver como Jesus nos ensinou a lidar com este sentimento de que ninguém se importa conosco. Ele foi perseguido e executado porque lutou para falar e pregar o que era correto. Não se importou em ser impopular. Sua “rede social” era pequena, mas chegou ao nível de que está hoje simplesmente porque enfrentou a sensação de estar lutando contra tudo e contra todos, apoiando-se unicamente na fé.  

 Leia também:

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *