Para mostrar sua verdadeira fé seja luz  

Share Button

Desde o princípio, Deus fez separação entre luz e trevas. Quando Jesus ordenou – seja luz do mundo e sal da terra – ele estava nos ensinando sobre a importância de fazermos diferença entre o certo e o errado, mostrar o caminho correto a seguir. Em nosso dia a dia acabamos imitando o comportamento daqueles que nos rodeiam. O problema é que grande parte das pessoas que estão a nossa volta não seguem o padrão cristão de vida. Não apenas as pessoas com quem convivemos no trabalho, na faculdade e até na família, mas também os jornais, o entretenimento, as músicas, os sites. Tudo que consumimos segue um padrão comercial e social que pouco, ou nada, refletem a luz de Cristo.

Para esta devocional vamos tomar como base os versículos 3 e 4 de Gênesis 1. Na origem de nossa história existe este relato sobre a separação entre luz e trevas. Normalmente lemos este trecho focando apenas a questão material e física da criação, a separação literal da luz e escuridão, a formação de tudo o que existe no Universo e seus elementos que possibilitam a visão, através da luz. Aqui também vemos que houve a separação entre dia e noite. Talvez, analisando este depoimento pelos olhos da fé seja possível compreender que esta passagem pode nos ensinar muito mais sobre nosso relacionamento espiritual do que nosso mundo físico.

E disse Deus: Haja luz; e houve luz. E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas. Gênesis 1:3,4 

Assim como toda criação teve início com a ordem Haja Luz, podemos crer que todos nós, ao sermos criados, formados e nascidos, recebemos a ordem seja luz. Quando chegamos a este mundo, a grande função que recebemos é sermos luz neste mundo. Pelo menos, quando somos batizados, demonstrando publicamente nossa fé em Cristo Jesus, estamos renascendo com a convicção de que devemos ser luz neste mundo cada dia mais sombrio e caminhando para as trevas. Para que você seja luz neste mundo lembre-se que você foi criado já com este propósito e se empenhe em realizar esta tarefa, nada fácil.

Separando luz e trevas 

Como lemos no versículo 4 de Gênesis 1, após a criação da luz, houve a separação entre luz e trevas. Levando este trecho para nossa vida particular, podemos compreender que devemos separar a luz das trevas em nossa vida. Para que você seja luz precisa reconhecer o que é trevas para que sua luz não seja ofuscada. Quando Deus fez a luz, viu que era bom; quando conhecemos a luz sabemos que isso é bom e devemos ter desejo de tirar de nossas vidas o que é trevas, o que não agrega valor em nossa caminhada cristã. Identifique o que pode ser trevas em sua vida para que sua luz não se ofusque, ou se apague.

Algumas piadinhas, alguns sites que visitamos, algumas conversas e gracejos, algumas fotos que postamos, algumas roupas que vestimos são alguns exemplos comuns de como as trevas está presente em nossa vida. Outros exemplos que podemos citar de trevas: fazer ligação clandestina de tv a cabo, apresentar atestado falso, falar mal de alguém, furar fila, xingar alguém no trânsito, roubar material de escritório, alguns comentários na internet, fomentar desavenças, não perdoar, ser apegado ao álcool, agir com parcialidade, zombar dos outros, ter prazer em ouvir piadas sujas e de duplo sentido, ter prazer em filmes, novelas ou seriados que ensinam o que é contrário à Palavra (que tenham nudez até mesmo parcial, linguajar frívolo, linguagem imprópria, triângulos amorosos, sexo deliberado, namoro sem compromisso, beber “socialmente” etc.)

Se este são apenas alguns exemplos, podemos ver que é realmente difícil dizer que conseguimos manter longe de nós tudo o que é trevas. Realmente não é fácil viver neste mundo mantendo nosso compromisso de uma vida em santidade, mas este desafio é o que nos faz ver como somos falhos e precisamos de Deus para vencer as tentações e tribulações em nossas vidas. O compromisso de ser luz neste mundo é bem maior que podemos imaginar e sem Cristo é impossível. Mesmo conhecendo sua Palavra e amando seguir seus mandamentos, erramos e pecamos, quanto mais longe da luz de Jesus.




Seja luz 

Seu comportamento precisa ser exemplar àqueles que estão à sua volta, caso contrário, será mais um na multidão. Não xingar em uma situação em que outros xingariam, dar atenção a quem ninguém mais dá, não revidar a quem “merecia”, não “se dar bem” em uma situação fácil de se beneficiar. Estes são alguns exemplos de como podemos agir de forma diferente de como agiria a maior parte das pessoas. Outras pessoas nos observam e percebem que estamos agindo corretamente independentemente do que a sociedade preconiza como sendo o melhor, o mais ideal, o mais benéfico para si mesmo. Este testemunho é, para muitas pessoas, a única bíblia que estão lendo, o maior exemplo que Cristo que elas podem ter até então. Seja luz para que outras vidas sejam atraídas pela luz de Cristo.

Não são poucos os testemunhos de pessoas que começaram a observar um comportamento de cristão verdadeiro em seu trabalho, em sua faculdade, em sua escola; e que através deste bom testemunho começaram a respeitar a fé a tal ponto de um dia se converterem. Por isso, seja luz para que outras vidas também tenham este despertar da fé. Sem falar que ao decidimos refletir a luz de Cristo, o maior beneficiado somos nós, que passamos a entrar em uma nova atmosfera de adoração ao Pai, pois a busca por esta santidade é o que move o coração de Deus para nos mostrar sua vontade e verdade.

Leia também:

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *