Reflexões para um culto de louvor e adoração 

Share Button

O verdadeiro cristão deve saber a importância do culto de louvor em nossa vida. Muitas vezes, quando reunimos uma equipe de louvor, ou queremos falar à igreja sobre a importância de adorar a Deus, não encontramos material com facilidade. Este texto sobre louvor e adoração vai ajudar você a preparar uma pregação, ou uma breve palavra, sobre a importância de adorarmos a Deus e como isso precisa ser praticado com naturalidade e simplicidade. Esperamos que você guarde essas palavras em seu coração, pratique e ensine a outros cristãos.  A igreja precisa compreender, de uma vez por todas, que o louvor é bem importante em nossa rotina e não apenas aos domingos de manhã, na igreja.

Vamos tomar como grande exemplo os Salmos. Os salmistas tinham em seu coração a profunda vontade, e até mesmo necessidade, de adorar e louvar a Deus. No decorrer dos livros de Salmos podemos ver diversos tipos de textos. Alguns são voltados puramente como agradecimento a Deus, outros soam como um pedido desesperado por ajuda. Para nós, cabe entender que o Pai está disposto a nos ouvir, seja para agradecer, pedir, ou simplesmente adorá-lo por tudo o que Ele é. É este sentimento que precisamos ter na equipe de louvor, ou na igreja, quando chega o momento do louvor. Precisamos acender em nossos corações o desejo real de prestar um culto de louvor e adoração ao Pai.




Entretenimento

Atualmente, podemos dizer que a grande barreira para que a equipe de louvor e a igreja prestem um culto de louvor e adoração com corações sinceros é o entretenimento. Enxergar a parte do louvor, normalmente antes da pregação, como um entretenimento antes da pregação da Palavra é um erro que caímos sem percebermos. Queremos incitar a igreja a pular, bater palmas, virar de um lado para o outro, apenas por empolgação e não como o resultado do mover do Espírito Santo. Não percebemos que deixamos o agir do Espírito Santo de lado quando começamos a exagerar nas brincadeiras e nos “incentivos” ao povo. Queremos tomar o lugar de Deus e forçar o povo a fazer algo por empolgação.

Naturalmente, não queremos apontar culpados, mas identificar um problema comum na igreja que precisa ser evitado e repensado de tempos em tempos. Precisamos ser sinceros conosco para não cair na armadilha de sermos “engraçadinhos”, ou “empolgadinhos”, de mais. A empolgação pode nos levar à armadilha de tirar o mover do Espírito Santo sem nos darmos conta. Quando iniciamos um culto de louvor e adoração temos a boa vontade de levar a igreja a louvar a Deus sinceramente, por isso mesmo devemos nos vigiar para não nos deixarmos levar pela empolgação emocional, tirando o lugar de nosso culto racional a Deus. Devemos pensar menos no momento do louvor como um entretenimento e mais como um verdadeiro culto de louvor e adoração ao Criador de todas as coisas.

A letra

Ao escolhermos um cântico a ser cantado na igreja precisamos sempre refletir sobre sua letra. Precisamos refletir em cada um de seus versos para ver se o que estamos cantando é bíblico e tem real comunhão com a visão de nossa igreja. Por isso, é altamente recomendável que, ao escolhermos uma lista a ser tocada, mostrarmos a algum pastor da igreja. A equipe dos levitas precisa desenvolver a prática de examinar cada louvor a ser cantado. Pedir orientação do Espírito para que tudo o que for cantado faça real mudança na vida da igreja, daqueles que estão indo à igreja por diversos motivos.

Algumas músicas gospel falam de motivação, outras falam de superação, algumas louvam o esplendor do Senhor. Uma dica para saber se a música a ser cantada é realmente fiel à Bíblia, é analisar se cada verso tem respaldo bíblico. Se você encontrar diversos versículos que respaldam o hino, é por que realmente trata-se de um bom hino de louvor a Deus. Quando iniciamos um culto de louvor e adoração a Deus precisamos criar uma atmosfera de intimidade com Deus. Além de analisarmos as letras, precisamos compreender que os ritmos são bem importantes. Algumas músicas estilo rap ou pagode gospel, por exemplo, podem estar totalmente correto biblicamente, mas isso não significa que é ideal para ser cantada na igreja. Muitas músicas evangélicas são excelentes para serem tocadas nas rádios e até para evangelizar, mas nem sempre são apropriadas para a igreja, um culto. Por exemplo, existem diversas músicas cristãs para os pais, amigos ou mães, sem falar das músicas cristãs românticas, não é verdade? Apesar de serem músicas inspiradas pelo agir de Deus, não combinam com um culto. Um rap, por exemplo, pode ser uma boa música para evangelizar uma visita, deixar tocando numa festa de aniversário, mas nem sempre é a melhor opção para um culto tradicional. O que não significa que a música não seja boa ou inspirada por Deus, é apenas pensar se ela cumpre seu propósito ao ser tocada em um culto de louvor.

Tenha objetivos

Um culto de louvor e adoração a Deus precisa ter objetivos. Podemos direcionar os cânticos para situações de clamor, de arrependimento ou agradecimento, por exemplo. Quando pensamos primeiro no que queremos passar para depois escolher o cântico, os efeitos do momento de adoração e louvor podem ser melhor para a igreja. Escolher as músicas apenas por preferência pode levar ao erro de transformar o momento em alguns minutos de entretenimento apenas. Um verdadeiro culto de louvor e adoração acontece quando nossas palavras refletem exatamente o que pensamos, o que queremos expressar, mas nem sempre conseguimos. Quando iniciamos um momento de louvor, estamos abrindo as portas para uma comunhão com o Pai.

E quem não é da equipe de louvor?

Perceba que estes ensinamentos podem ser aplicadas em nossa rotina, ainda que não sejamos parte da equipe de louvor da igreja. Realizar um culto de louvor e adoração não significa algo restrito aos músicos. Podemos montar uma playlist para ouvir em casa ou no celular por exemplo; escolhendo músicas que possam nos ensinar algo verdadeiro sobre nosso Criador. Repare que quando buscamos um momento de intimidade com Deus, é natural, em algum momento, brotar em nós a vontade de cantar algo que engrandeça a Deus. Isso mostra nossa natureza de querer nos aproximarmos de nosso Criador. Selecionar algumas músicas que expressam o que sentimos pode nos ajudar em uma oração, por exemplo.

As mensagens

Por último, vamos lembrar que nunca podemos esquecer de analisar a mensagem das músicas. Um louvor com letra fácil e refrão fácil de gravar ajuda muito os novos convertidos a aprenderem algo sobre a Palavra. Músicas que repitam versículos ou trechos bíblicos também são outra forma de ajudar cada membro da igreja a lembrar das Escrituras através do louvor.

Portanto, ao buscar um relacionamento mais íntimo com Deus, através de um culto de louvor e adoração com a igreja, ou até mesmo individualmente, pense bem neste momento tão íntimo, que pode nos trazer resultados inesquecíveis.

Para mais estudos sobre louvor, leia também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *