Diferenças entre a religião evangélica e a católica 

Share Button

Neste texto de estudo sobre a história da fé cristã, vamos abordar quais as principais diferenças entre a religião evangélica e a católica. De uma forma bem resumida podemos dizer que antigamente existiam apenas os cristãos (claro que haviam outras religiões, mas neste texto vamos focar nos protestantes e católicos). Quando os imperadores romanos passaram a seguir o cristianismo, obviamente, a igreja romana ganhou força, e assim (basicamente) surgiu o catolicismo, por isso se diz ‘católico apostólico romano’. Naquela época ainda não havia a religião evangélica ou católica, eram apenas cristãos.

Antes de seguir a leitura, lembre-se que este site é evangélico e representa a visão da religião evangélica. Respeitamos as divergências religiosas, pois faz parte da democracia.

Como quase tudo e todos, ganhando poder, a igreja começou a cometer alguns abusos. No entanto, algumas pessoas de dentro da igreja não achavam isso certo e fizeram um protesto –daí o nome protestantes – liderados pelo alemão Lutero (não confundir com o americano que realizou o histórico discurso “I have a dream”). Se você não sabe, Martin Lutero era um padre que se revoltou contra os abusos da igreja, por isso, resolveu largar a igreja católica e pregar de forma independente, dando origem ao que chamamos hoje de religião evangélica.

Recomendamos que você também leia:

Resumindo, os católicos também se reorganizaram, fizeram algumas mudanças e são o que são hoje. Os protestantes (também conhecidos como crentes ou evangélicos) criaram várias linhas, que explicaremos depois.

Basicamente, sem entrar em detalhes ou controvérsias, as diferenças entre católicos e evangélicos são as seguintes.

Teologia

Santos 

Os católicos possuem as imagens de santos como recordação de pessoas a serem admiradas pela fé. Os evangélicos não aceitam isso. Os crentes (assim como judeus e muçulmanos) são totalmente contra imagem de santos, pois consideram o conceito de adoração e homenagens aos santos uma idolatria; e somente Deus, o criador, deve ser idolatrado. A própria bíblia condena a adoração de imagens em diversas passagens, por isso, é tão contraditório ser cristão e adorar imagens. O texto de Êxodo 20:3 e 4 diz:

Não farás para ti nenhum ídolo, ne­nhuma imagem de qualquer coisa no céu, na terra, ou nas águas debaixo da terra.

Outros textos que você pode procurar em sua bíblia: Levítico 19:4, 1 Coríntios 10:14, Isaías 44:9 a 20, Jeremias 10:1 a 5 e Ezequiel 14:1 a 9, entre outros.

Na religião evangélica, seguindo o princípio do judaísmo (raiz do cristianismo), os santos são abomináveis, pois substitui-se a adoração a um Deus que não sabemos como é por imagens de pessoas que possuem os mesmos poderes que nós, ou seja, nenhum. Todas as pessoas que “realizaram” algum milagre, conseguiram porque Deus quis e não porque eles mesmos eram sobrenaturais.

Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem. 1 Timóteo 2:5

De acordo com o site católico Canção Nova, existe uma diferença ente cultuar e venerar. Venerar seria prestar homenagens aos santos e relíquias. Não há passagens bíblicas que reforcem essa veneração. Aliás, o único judeu que se prostrou diante da Arca, Josué, foi repreendido – Josué 7:6 a 10. Apesar de toda a honra que se dava à arca, ao templo e outros objetos, os judeus nunca consideraram estes objetos um intermediador entre os homens e o Criador. Também nunca foi atribuído milagres a eles.

Para os evangélicos, se você pede para casar ao Santo Antônio ou pede por um milagre urgente ao Santo Expedito, você está dando a essas pessoas o poder que é somente do Criador, que é o de fazer. milagres. No entanto, essas pessoas Santo Antônio, Maria ou São José são sim dignas de respeito e admiração. Como são Moisés, Davi ou Elias, mas, na visão protestante, não devemos clamar a eles por milagres, ou atribuir milagres a eles.

Maria 

Muitos ignorantes dizem que os evangélicos não acreditam, ou não gostam, de Maria. A religião evangélica não nega a existência de Maria, mas os católicos, muitas vezes, chegam a adorar Maria como ‘mãe de Deus’. A visão dos crentes é que Maria foi um exemplo de pessoa, mas não a ponto de ser adorada como ‘mãe de Deus’.

Assim como o mártir Estevão ou, mais uma vez, Pedro, Tiago, Abraão ou Jeremias, por exemplo, Maria merece todo respeito e admiração, mas não a ponto de ser adorada como intercessora. Para o protestante, orar dizendo “Santa Maria, mãe de Deus, rogai por nós…” é o mesmo que admitir que Maria tem poder de interceder por nós, contrariando a própria bíblia que diz que há um só intermediador entre os homens e Deus, Jesus.

Além disso, Jesus nos ensinou que qualquer um de nós que fizermos a vontade de Deus somos seus irmãos. Marcos 13 a partir do versículo 32 e Mateus 12 a partir do versículo 46. Para os evangélicos, colocar alguém como mãe de Deus é incoerente, pois se Deus é eterno como pode ser filho de alguém que não foi eterno e, ainda por cima, foi criado por Ele? Como Deus seria filho de alguém que Ele criou?

Na visão da religião evangélica, adorar Maria como mãe de Deus é o mesmo erro que adorar aos santos e qualquer outra criação do Eterno.

Livros 

Na reforma protestante liderada por Martin Lutero, alguns livros que os católicos defendem serem sagrados, como Macabeus ou Terceira de Reis, não são aceitos pelos crentes (e judeus) porque são controversos e suas origens são questionáveis. A religião evangélica considera estes livros apócrifos, ou seja, não fazem parte das Escrituras Sagradas. Como também não fazem parte das escrituras judaicas (obviamente os que seriam parte do Antigo Testamento).



Conheça algumas contradições contidas nestes livros.

  • Uso de magia e feitiçaria (Tobias 6:5 a 9)
  • Esmolas garantem a salvação (Tobias 12:8 e 9)
  • Sabedoria garante a salvação (Livro de Sabedoria 8:19)
  • Podemos orar pelos mortos (2 Macabeus 12:43 a 46)
  • Existe um lugar chamado purgatório (Sabedoria 3:1 a 4)
  • Almas pré-existentes (Sabedoria 8:19 e 20)
  • Uma mulher fez jejum todos os dias de sua vida, exceto aos sábados (Judite 8:5 e 6)
  • Daniel matou um dragão de verdade (Daniel 1423 a 28)
  • Anjos podem mentir (Tobias 5:15 a 19)
  • Habacuque foi teletransportado pelos cabelos (Daniel 14:34 a 36)
  • Não devemos ajudar um pecado e nem dar pão (Eclesiástico 12:4 a 7). Aliás, este trecho contradiz que podemos ser salvo por dar esmolas.
  • Devemos maltratar os escravos e servos (Eclesiástico 33:25 a 40)
  • Devemos espancar até sangrar um servo ruim (Eclesiástico 42:5)
  • Ódio aos estrangeiros, chegando a chamá-los de idiotas (Eclesiástico 50:25 e 26)
  • Preconceito às mulheres (Eclesiástico 25:17 a 33)

Os livros apócrifos ainda trazem erros históricos, como mencionar que o exílio na Babilônia foi de sete gerações (Baruc 6:2), quando na verdade foram setenta anos. Outro erro está no livro de Judite, que diz que Nabucodonosor era rei dos assírios (Judite 1:5). São erros que podem indicar tentativas de fraudes.

Dízimos 

Por muito tempo os católicos se vangloriavam de “Não cobrar o dízimo” como faz a religião evangélica. No entanto, devemos lembrar que, por não precisar pagar uma série de tributos e contarem com apoio de uma série de entidades governamentais em vários países, a igreja católica, em certo ponto se viu desobrigada a cobrar o dízimo, já que conseguiam dinheiro de outras formas. Os evangélicos entendem que os dízimos fazem parte de sua rotina religiosa, contribuindo para a manutenção da igreja que frequenta, que precisa pagar impostos, água, luz, tudo como uma empresa comum. Como era antes mesmo de Jesus nascer.

Há quem não concorde com o dízimos, mas não se pode dizer que foram os pastores que inventaram isso, pois os dízimos e ofertas faziam parte da vida dos hebreus muito tempo antes do cristianismo surgir. Além disso, é cada vez mais comum as igrejas católicas também ensinarem sobre os dízimos, por isso, este assunto vem sendo menos polêmico.

Por que tantas igrejas de crente 

A reforma, liderada por Lutero, defendia a ideia que as pessoas têm livre entendimento à Bíblia. Ou seja, eu posso ler e interpretar de uma maneira e você de outra. Isso é o que chamamos hoje de liberdade religiosa. Assim, é claro que vão surgir pensamentos diferentes em todo o mundo.

Para uns, as mulheres devem usar apenas saias, para outros não. Ninguém tirou isso do nada. As pessoas se baseiam em uma ou outra passagem bíblica, por isso, a religião evangélica é tão eclética, pois existem igrejas com diferentes interpretações.

Sobre essas diferenças na igreja evangélica, podemos dizer que existe certo ou errado? Acreditamos que não existe certo ou errado porque é questão de interpretação. Existe certo entre azul ou verde? Não! Cada um tem sua preferência. Assim, muitas igrejas foram abertas no decorrer da história, e seguem sendo abertas. O que não pode ocorrer em nenhuma religião é o abuso de líderes para suprimirem seus fiéis. Precisamos lembrar que estamos falando de livros e cartas escritas há dois, três e até quatro mil anos, então é óbvio que existem controvérsias e sempre existirão.

67 comentários

  • Richard Turrini Sens

    Uma diferença que sempre achei grande, e talvez a mais visível para mim é a liberdade! Basta observarmos os muitos tipos de crente. Eu sou crente e sou livre e feliz. Desde que eu realmente acredite nos ensinamentos de Deus, posso cantar, falar, escrever, pintar, etc… o que penso sem medo ou vergonha que continuarei sendo crente e aceito.
    Bom, poderíamos passar horas criticando esta ou aquela religião, a verdade é que a sempre acharemos a nossa melhor do que as outras. Só espero que você seja tão feliz com sua religião como eu sou com a minha!

    • rtsens

      Isso é verdade! Algumas vezes passamos mais tempo procurando defeitos nos outros do que aproveitando a nossa própria vida!

    • PB aparecido

      Para mim nao tenho religião e sim procuro seguir os ensinamentos de Cristo ,quando uma pessoa me pergunto que religião eu sou com muito amor e respeito digo não tenho religião pq elas nao salva mais procuro seguir os ensinamentos de Cristo por isso que devemos pedir ao Espírito Santo quando formos ler e meditar na bíblia para nos abrir os olhos para entender verdadeiramente o que Jesus quis nos deixar João 14:26 Jesus disse :Mas aquele consolador o Espírito Santo que o Pai enviará em meu nome vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito . E a melhor riqueza que temos nessa terra e a presença do Espírito Santo guarde está comunhao como a suas vidas a paz Deus seja louvado .

    • bruno

      EU PENSO ASSIM , NAO E PLACA DE IGREJA QUE VAI SALAVAR AS PESSOAS E SIM SUAS OBRAS , E OQ VC FAZ , E NAO PRECISA TER BRIGA , VC SEGUE OQ VC ACREDITA E EU SIGO OQ EU ACREDITO

    • Lucas Pereira da Silva

      Eu tenho minhas dúvidas não sei gual religião seguir de um lado acho o católico serto mas o evangélico eu acho mas serto ainda eu sinceramente não sei quem seguir por isso pessoas conselho pode mi falar por esse numero pelo WATSSAP (87)992512032 precizo muito de ajuda pur favor

    • Lucas Pereira da Silva

      Mi de sua resposta para eu desidir seguir gual religião pois os dois lados acho serto mas o religioso acho mas serto ainda mi ajudem a se desidir podem mi da conselhos por esse numero(87)9915112032 meu nome e lucas

  • Claudia Turrini Romero

    Muito bom o tema em pauta, gostei da maneira como de forma tão simples foi explanado, nos mostrando as principais diferenças básicas entre a doutrina católica e a evangélica, sem muito se delongar ou mitigar o sectarismo entre ambas. Ser cristão é realmente algo sul real, entender e viver de verdade os princípios bíblicos ensinados por Jesus, exige muita renúncia e um caminhar contrário aos dogmas da humanidade. É uma luta diária , mas que vale cada segundo, pois o agir do Espírito Santo de Deus em nossas vidas é tão maravilhoso e regozijante, é tão palpável e real, que nos incentiva sempre a ir além , além e mais além, até chegar o nosso dia de tomarmos posse da nossa herança nos céus junto com nosso amado Jesus !!!

  • José Taborda de Faria

    Paz a todos. O discernimento da mente humana é capaz de produzir fatos e relatos dosmesmos de forma totalmente diferente. Quando se busca a Deus, devemos o fazer de pura sabedoria. Com oração, dedicação e santidade. Precisamos buscar em Deus a capacidade decompreendelo e colocar em pratica a mais importante lição docristianismo. O Amor. Amai a Deus sobre todas as coisas e amar o proximo como a nós mesmos.

  • Patrícia sanches

    Gostei muito como o autor elaborou seus argumentos sem ofender nenhuma denominação pois hoje em dia quando se trata de de falar sobre religião gera uma grande polêmica com discussões absurdas sempre tive meus conceitos sobre alguns pontos que gostaria de dividilos Deus é um só não é que o meu Deus é mas forte que o seu mais sim a fé que faz diferença, fui 25 anos católica mas sempre respeitei aos evangélico sendo que todos somos evangélicos e crentes pq cremos no Evangelho de Jesus e mas gosto ainda de música e nao me envergonho disso pois o senhor conhece o coração de cada um as vezes deixamos de fazer tantas coisas por medo que minha religião irá pensar ou falar mas somos infelizes sentimos uma tristeza ou um vazio mas Deus te conhece e sabe o que o melhor pra você .

  • alexandre teixeira pequeno

    Muito bom estava buscando uma explicaçao para o tema e aki consegui esclarecer minhas duvidas simple claro e de facill entendimento.

  • Gabriel Santiago

    Os crentes (assim como judeus e muçulmanos) são totalmente contra o conceito de adoração e homenagens aos santos.
    É preciso uma explicação: no catolicismo (palavra grega católico quer dizer Universal), por outra parte, o conceito de adoração, na estrutura católica e cristã, nunca foi dito que se adoram santos e Maria, por isso há três cultos:
    aos santos: Culto de DULIA(devoção, respeito, jamais adoração é dedicada aos santos. Culto de HIPERDULIA, devoção maior a Maria . Finalmente o Culto de LATRIA (Adoração a Deus Pai, Filho e Espírito Santo), não se confunda com Idolatria(isto é termo negativo, nada a ver). A Igreja usa palavras gregas ou hebraicas, então é preciso traduzi-las para entender seu significado.

  • Gabriel Santiago

    mandei uma resposta e vcs. dizem que está repetida, mas não foi aceita ainda.

  • ID ALMEIDA

    Eu acho que o problema não é as diferenças religiosas e sim a competição entre as mesmas para provar qual é a certa e mostrar que todas a outras estão erradas, vejo muito irmãozinho no altar pregando ou se debatendo de fervor em adoração, e quando voltar pra sua cadeira e nem acaba o culto e já está fazendo fofoca do irmão alheio, me desculpe recomendar pra se concentrar em Deus na ora da oração e de repente um doido começa a gritar e pular e não vou perceber isso, e depois a inaia ainda vem de fofoca pro meu lado, que *** (EDITADO) é essa? Tem um versículo da bíblica que fala que não existe fé sem obras, e a vida que uma pessoa leva e a forma que ela te trata demonstra muito sobre que ela é e no que ela acredita, e vejo muita gente de religião espirita, afrodescendentes, que demonstrar sua fé sem fazer nenhuma proganda de sua religião, fazem as pessoas querem saber por vontade própria, e não por meio de ameaças tipo, se não se arrepender vai pro inferno.

  • luciana

    o importante é seguir Jesus Cristo, cre que ele é o nosso salvador e libertador, o julgamento é todo dele, não cabe a nós dizer quem ta certo ou errado, devemos andar de acordo com as sagradas escrituras.

  • Eduardo Oliveira

    A primeira religião foi a católica. Praticamente fundada por um imperador. Jesus não fundou religião nenhuma. Pelo contrário, Jesus as chamava de sepulcros caiados. Padres e pastores são aproveitadores da ignorância dá maioria dos fiéis. As religiões continuam matando Jesus. Jesus é para elas simplesmente garoto propaganda. Não acredito em nenhuma delas. Outra coisa, como pode acreditar em um livro, talvez forjado. É isso mesmo. Jesus não escreveu nada. Pregou, segundo seus seguidores, o amor. É isso basta. Religião é sinônimo de morte. A igreja católica matou mais do que a guerra. Cruzadas, inquisição e outras barbáries. Acredito em Jesus. Fora religião.

    • Mariana Lima

      Olá Eduardo. Boa Tarde. Discordo. Acredito que não existiu instituição, religião, organização ou conjunto que não tenha aberto uma guerra. Tanto a católica, quanto as protestantes mataram, roubaram, mentiram e etc. Mas é só olhar para o que as igrejas de hoje, e se vê uma mudança não só de comportamento quanto de discurso. Além disso, é preciso levar em consideração a época. Não havia como um papa que morava em roma controlar os católicos que moravam na china, por exemplo. E hoje podemos ver as religiões, especialmente a igreja católica, como as instituições que mais abriram hospitais, creches, asilos e etc financiados por ele próprios e sem apoio do governo. Sem contar que o número de cristãos mortos ao longo dos séculos é infinitamente maior que os nossos antecessores mataram, isso se reflete na vida dos santos mártires, por exemplo. Além disso, como o senhor pode provar que eram mesmo cristãos havendo infelizmente tantos falsos cristãos nas igrejas de hoje em dia?
      Sobre a bíblia, concordo com o senhor. Como é possível alguém acreditar em um livro escrito a tanto tempo? Só que se parar pra pensar não é sobre isso que se baseia a religião. O religioso não acredita por que leu em algum lugar. Ele acredita por que sabe. Foi revelado a ele por Deus. Assim como foi revelado a Pedro que Jesus era o Messias mesmo ninguém tendo dito isso pra ele. Além do mais, você acredita na palavra dos seguidores de Cristo, que também leram a bíblia. E nunca li em lugar nenhum que Jesus dizendo que religião é um sepulcro. O que eu li foi Deus dizendo que Noé para construir uma arca, e quem não entrasse nessa barca não viveria. Assim também hoje, quem não estiver em uma religião dificilmente se livrará das tentações e se salvará. Tanto que a igreja (a católica pelo menos, não sei das outras), é representada por um grande barco. E dizer que a religião é sinônimo de morte beira á um discurso de ódio. Como o senhor se sente no direito de julgar os padres e pastores (coisa que Jesus não aprova) tendo o senhor feito um discurso assim? E por favor, me prove que foi um imperador que fundou a igreja católica. Afinal, se você fala algo, tem que ter como provar e não simplesmente mais uma das alienações do senso comum. Graça e paz.

  • Ana Tereza de Alcântara Machado

    Eu sou católica e sei que muitos nos julgam por adorar a imagem de Maria. Mas eu digo que nós não adoramos a imgem de Maria, nós veneramos ela. E isso deve ser explicado a todos aqueles que nos julgam, e falam que nós iremos para o inferno.

    • Material Gospel

      Obrigado pela colaboração, Ana Tereza!

    • mila

      ana os crentes não a julgam só que esta esta escrito na biblia que só deus somente deus pode ser adorado e venerado como santo. mais cada um com sua religião e respeito muito isso

    • Mariana Lima

      Com certeza. Maria foi uma grande Mulher. A maior. Só não concorda quem não sabe a diferença entre adoração e veneração. Graça e paz.

  • Joao Vítor

    VC So pode ser de outra religião para escrever essa bobagem

  • Paulo Dias

    Há muitas outras diferenças entre a doutrina da Igreja Católica e as inumeras doutrinas de Igrejas Protestantes, mas nenhuma outra é maior do que a crença na presença real de Jesus Cristo na Eucaristia! E mesmo entre as incontaveis denominações evangélicas existem diferenças absurdas, chegando mesmo a serem contraditórias entre sí , basta pesquisar: Mormons, Testemunhas de Jeová, Adventistas, Congregacionistas, Metodistas, Batistas, Luteranos, Santa Vó Rósa ( Apostólicos) Presbiterianos, Pentecostais, Néo Pentecostais, etc…etc…etc…

  • Thiago

    Sou crente, sei que devemos adorar somente a Deus, só ele é digno de glória, mais devemos respeitar as opiniões dos outros, essa é uma forma de praticarmos o 2ª mandamento que é amar o próximo, PARABÉNS pelo SITE.

    • Material Gospel

      Agradecemos a visita e ressaltamos sua colocação de respeitar as opiniões dos outros, principalmente quando o assunto é religião, que é uma relação tão íntima nossa.

  • Renair Cesar

    Boa tarde?
    Aqui é o renair, olha a diferença dos catolico é que n misa eles n levam biblias e os evanjelicos levam e sao tês vez que tem culto e sao mais demorados e muda tambem o nome de misa pro culto mas nada contra n estou criticando

    • Bruna Hekchvith

      Oi Renair, não sei se entendi td certinho mas a missa dura o mesmo periodo do culto e sim catolicos levam biblia mas não é obrigado.

  • Osvaldo Viana Junior

    Em relacao a religião. Vim de família católica, hoje sou evangélico. Mas nao sou fanático e nem defendo denominação religiosa. Não faço julgamentos antes gosto de olhar para Jesus, pois ele pagou um preço para que hoje possamos receber a graça e garantir a entrada no Reino de Deus. Aprendi que Jesus é nosso Salvador na igreja católica e continuo aprendendo sobre Jesus na evangélica.
    Minha mãe era católica e sempre pedia para orar e ler os versículos com ela. Ela sempre me falava que Jesus é nosso Salvador. Não discutíamos religião simplesmente levava a p ela sobre o amor de Jesus e suas obras, e ela confessava Jesus.
    Acredito que mais importante que discutir religião ou dizer se essa ou aquela é perfeita, temos que levar o amor de Jesus e esperança para que todos entrem no Reino de Deus. E creio que todos nós estaremos lá.

  • LIGUA

    Sociologicamente, uma geração equivale a 10 anos. Logo, não há diferença entre 7 gerações ou 70 anos.

    • Christopher Deep

      Discordo. A cada ano se nasce uma nova geração, um novo grupo de pessoas que irão ter pensamentos diferentes, estilos novos e atitudes opostas. Em 70 anos podemos encontrar 70 gerações distintas.

  • Eric Reis

    Conheça algumas heresias contidas nestes livros. Uso de magia e feitiçaria (Macabeus 6:5 a 9), li e reli este livro várias vezes e não vi nada sobre magia ou feitiçaria! Pq mente?

    • Material Gospel

      Olá, Eric. Grato pelo alerta, pois houve um engado. Onde estava Macabeus, deveria estar Tobias (o texto já foi corrigido). Eis o texto mencionado: “O anjo disse-lhe: Pega-o pelas guelras e puxa-o para ti. Tobias assim o fez. Arrastou o peixe para a terra, o qual se pôs a saltar aos seus pés. 5. O anjo então disse-lhe: Abre-o, e guarda o coração, o fel e o fígado, que servirão para remédios muito eficazes. Ele assim o fez. 6. A seguir ele assou uma parte da carne do peixe, que levaram consigo pelo caminho. Salgaram o resto, para que lhes bastasse até chegarem a Ragés, na Média. 7. Entretanto, Tobias interrogou o anjo: Azarias, meu irmão, peço-te que me digas qual é a virtude curativa dessas partes do peixe que me mandaste guardar. 8. O anjo respondeu-lhe: Se puseres um pedaço do coração sobre brasas, a sua fumaça expulsará toda espécie de mau espírito, tanto do homem como da mulher, e impedirá que ele volte de novo a eles”.

  • Michele Vieira

    Acredito que temos que respeitar as diferenças existentes nas religiões protestante e católica, mas fixo chateada quando vejo pessoas que demonstram não ter conhecimento sobre o catolicismo e nos colocam como idólatras loucos….por favor, estudem antes de expor coisas que não são verdadeiras.

    • mila

      porque vcs adoram santos e imagens sendo que na biblia deus diz que abobina isso. exõdo 20:2-6 deuteronõmio 27:15 e isaías 42:8 leia por favor

  • Paulo Duarte

    Eu ouvi hoje na TV que ” João Batista” disse que “Ninguém vem ao Pai se não por mim”. Acontece que eu conheço essa passagem pela Bíblia dita por Jesus. Jesus é o caminho, a verdade e a vida! Gostaria de saber se na religião católica eles acham que foi João Batista que falou isso.

    Ademais, gostaria de dizer que gostei do texto, muito simples e esclarecedor.
    Respeito católicos, tenho amigos católicos. Minha única ressalva a eles é com relação a dizerem que o “santo” ou “santa” realizaram algo.. se na Bíblia diz que santo somente Jesus. Somente Ele é Santo!
    Somente essa ressalva. Fui criado em colégio católico e nada mais tenho contra.
    Obrigado. Um abraço.

    • Material Gospel

      Olá, Paulo. Desconhecemos que a igreja católica ensine que João Batista tenha dito tal frase. Talvez, quem estava pregando tenha se equivocado. Um erro de palavras, que pode acontecer com qualquer um que prega. Pode ser que ele queria dizer “Jesus” e tenha dito “João Batista”. Agradecemos o comentário.

    • Luana

      olá Paulo, sou católica, e vim “responder” a sua dúvida, ou ao menos tentar.
      Pelo o que eu saiba foi Jesus que disse a frase ” Ninguem vai ao Pai se não por mim”
      e em relação aos santos, é um pouco complicado de explicar, mas irei tentar. Para nós os santos são pessoas inflamadas do Espírito Santo; eles mantêm o fogo de Deus aceso na igreja, (não que nós não mantemos também). Os santos já eram, durante a vida terrena, incandecentes e contagiantes pessoas de oração. É facil orar perto dele (digamos). NUNCA adoramos santos do Céu, mas podemos invocá-los para eles intercederem por nós junto ao trono de Deus

    • Mariana Lima

      Santos são pessoas que amaram a Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e em todo o seu entendimento, e tentaram imitar a santidade de Deus aqui na terra. Deus pediu para que todos nós sejamos santos quando disse; ”Sede santos como o vosso pai do céu é santo”, em algumas traduções está PERFEITO mas dá no mesmo. Visto que os santos buscam a perfeição, mesmo sabendo que nunca serão perfeitos como Deus É. A palavra santo pode nos assustar, mas não se trata da mesma santidade de Nosso Senhor Jesus Cristo, pois a santidade dele é infinitamente maior. Graça e paz.

  • Elder rosa

    Então com essas explicações , entendo que o espírito santo é controverso??? , pois se uma doutrina diz uma coisa, e outra fala diferente, e a terceira fala mais diferente das outras ,nos temos três opiniões ???
    Acho que hoje ,as doutrinas tentam se adaptar as pessoas , e não as pessoas se adaptarem a doutrina .
    Sou católico , aprendi a respeitar, a amar, entender, não ter preconceito com as pessoas .
    Deus e um só, a palavra é uma só .

    • Material Gospel

      Olá, Elder! Agradecemos a colaboração, mas não sabemos de onde você tirou esta conclusão, pois o texto é bem claro quando diz que as diferenças de interpretações ocorrem por pensamento dos homens e não pelo Espírito Santo. Em Romanos 14, por exemplo, lemos Paulo nos orientando que uns guardam festas, outros decidem o que devem ou não comer, e um não deve julgar o outro. Portanto, não se trata de contradição do Espírito Santo, mas sim da pluralidade humana. Como bem disse, o Senhor é um só e sua Palavra é Eterna. Esperamos ter esclarecido esta questão.

    • bruno matheus

      mitou

    • Mariana Lima

      Tenho medo que o final das conta, as pessoas não estejam interpretando a bíblia, mas sim as suas próprias vontades. Cortando o que não convém e levando pra vida o que mais agrada. Acho que a palavra de Deus é uma só. Afinal, Deus não está esquizofrênico pra sair falando pra cada pessoa do mundo uma verdade diferente. Verdade é uma. Se existe mais de uma ”verdade”, é por que tem algo errado. Pois a cada esquina você vê uma pessoa afirmando com veemência a ”verdade” de Cristo. Isso mostra que o método ”espírito santo te conta a verdade por meia de um interpretação particular” tá furado. Ou existe uma verdade, ou não existe nenhuma.

  • Luana

    sou católica, mas sinceramente, não adoramos Maria, porque só adoramos a Deus. Mas honramos Maria como a mãe do nosso Senhor. Maria é uma criatura, assim como nós. Ela é, na fé, a nossa mãe. E na bíblia fala, que devemos honrar nossos pais.
    Biblicamente, trata-se de uma atitude correta, pois ela própria diz ” De hoje em diante me chamarão de bem-aventurada todas as gerações” (Lc1,48). Eu respeito as outras religiões, mas a maneira que as religiões( isso não acontece só com a descrição de uma religiao em específico) são abordadas em sites com pessoas não tão experientes no assunto, faz com que criemos uma aversão as outras.
    Não estou criticando o site.

    • May

      Com todo o respeito Luana, mas o fato de Maria ser chamada de bem-aventurada por todas as gerações não significa que deva ser invocada para interceder pelos outros. Moisés é conhecido como “Amigo de Deus”- Êx. 33:11, Davi é conhecido por todas as gerações como “O homem segundo o coração de Deus” – I Samuel 13:14, Salomão como o rei mais sábio que já existiu – 1 Reis 3.3-15 e 2 Crônicas 1.7-12…no entanto acredito que eles não são invocados para intercederem. Você acredita que os santos são oniscientes (possuem todo o conhecimento, toda a ciência), Onipresente (estão presente em toda parte) e onipotentes (que podem todas as coisas, de forma completa e plena)? Fica claro, quando analisamos essas palavras, que só há um ser que se encaixa plenamente em seus significados: Deus! E é justamente assim que Deus se revela na Bíblia.

  • Helena Cenak

    O texto até que começou bem, dizendo a verdade, mas depois, infelizmente faltou muito, muito conhecimento. Quem diz que católico idolatra santo não sabe o que está dizendo, os católicos amam e buscam nos Santos a fé de que eles sendo pessoas especiais, intercedam por nós junto a Deus.
    Deus é único e só à ele existe idolatria e adoração. Um outro grande erro e gravíssimo; em Deus existe três pessoas da Santíssima Trindade que é o Pai, o Filho e o Espírito Santo, dessa forma Maria é sim mãe de Deus! (LC 1,37-47). Maria que também é nossa mãe, admirável, venerável e que acima dela só Deus.
    Melhor ler e conhecer a verdade antes de julgar e espalhar mentiras para pessoas ignorantes que acreditam em tudo que lêem.

    • Material Gospel

      Olá, Helena! Agradecemos o comentário, mas o texto não diz que católico idolatra os santos, pelo contrário, está bem claro quanto a isso “Os católicos possuem as imagens de santos como recordação de pessoas a serem admiradas pela fé”. Quanto à convicção de Maria ser mãe de Deus, trata-se de pontos de vista diferentes. Sobre “espalhar mentiras”, lembramos que colocamos as referências bíblicas para que cada leitor confira diretamente na fonte do texto.

    • Marcio Guerra

      Tambem acredito que Maria é a mãe de Jesus Cristo. Hà respeito e tenho muito admiração por Maria ser a escolhida. Como ABRAAO, JOSEEE entre outros escolhidos por Deus. Tambem nao acho certo a discriminacao. Mas estamos na terra e precisamos de paciencia, ate pra ler esta mensagem sem acentos kk obrigado.

  • adorei seu site me ajudou a entender as deferenças da evangelica com a católica. Obrigada

  • mila

    amei o site mais quero dizer que li os comentários e vi q muitos entenderem que os católicos adoram Maria ou algum outro santo, bom minha opinião sobre isso e que não importa oq vcs digam esta escrito na biblia que somente Jesus pisou nessa terra e foi puro e santo todo os outros pecaram como ser, respeito muito Maria pois ela foi escolhida pelo próprio Deus para ser mãe de Jesus mais não acho que deve ser adorada e nem venerada por isso e sim muito respeitada concerteza .

  • que as pessoas deveriam respeitar , e antes de criticar ou dizer que católicos adoram imagens ou prestam culto a ela ,fossem estudar mais o assunto ! pois é só oq falam os protestantes ” ahh catolico adora maria isso e aquilo kkk me poupe né kk vão ler mais um pouco a biblia

    • E de onde eles tiraram que Maria é mãe de Deus ….cresci ouvindo dizer que JESUS é filho de Maria que Deus enviou seu único filho através de Maria que por sinal era virgem e foi abençoada

  • Marcio Guerra

    Com certeza ha abusos de dizimo, isso é fato!
    Não sou catolico muito menos evangelico. Mas sou crente! E tenho Deus e seu filho como unico salvador, e temo muito a Deus. Abracos.

  • Infelizmente há muita ignorância a pairar no ar, desde escrever que Lutero é criador dos envagelicos…, Ele de facto saiu da igreja católica mas continuou Padre só que da Igreja Anglicana Luterana…, e vejam que esta igreja professa a sua fé nos mesmos moldes que a igreja católica, com a ressalva de que os padres se casam…, quanto às igrejas envagélicas, a maioria nem meio século de existência possuem, e norteam-se pela pregação de acordo com as exigências do “mercado” crentes, ao jeito do que Jesus disse… “Moiseis aceitou que vocês repudiassem as vossas esposas por causa da dureza do vosso coração…”, aí sim reside a verdeira diferença entre católicos ou não envagélicos e os verdadeiros envagélicos… de salientar que qualquer um esté livre de escolha da sua religião sem sarcasmo…

  • No testo diz que Maria foi mãe de Deus?e seria esse um dos motivos pelo qual os crentes não acreditam nela ….eu cresci ouvindo dizer que Maria é mãe de Jesus e não de Deus tá certo isso ? Maria mãe de Deus?

    • Material Gospel

      Olá, Rosângela. Grato pelo comentário e participação no site. Ressaltamos que o texto não diz que Maria foi mãe de Deus. Assim como está claro que todos acreditam em Maria como mãe de Jesus (tanto católicos como evangélicos). Também definimos que há quem defenda Maria como mãe de Deus, e comprovado no comentário de Helena Cenak. Quando se diz que “há quem acredite” não se generaliza, pelo contrário, é uma expressão de exclusão ou representatividade. Ressaltamos que o site expressa a visão evangélica do assunto, e todos são livres para discordar conforme sua crença. Que Deus o abençoe.

  • Larissa Emanuelle Medina

    Maria mãe de Deus? Em parte do catolicismo ensinam isso? Até onde sempre entendi Maria seria uma mulher virgem que por ser tão boa e pura, Deus permitiu que ela carregasse seu filho nosso salvador, Jesus. Assim sendo, Maria seria mãe de Jesus, nao de Deus!

  • Lorena

    Só pra deixar bem claro Lutero não se revoltou contra as doutrinas da igreja católica. Lutero foi um falso participante do catolicismo uma vez que ele só entrou para a igreja com intuito de fugir da morte, pois seria condenado, por conta de um assassinato a um colega por uma coisa banal, só porque o tal tinha tirado uma nota mais alta que ele no que eles estavam estudando. Então ele sendo da igreja ele não poderia ser pêgo, pois a igreja o protegia e com isso ele praticamente estudou teologia só por estudar ele não tinha outra saída, e ainda por cima se tornou padre. As doutrinas de Lutero foram formuladas duas vezes por ele. Quando ele fundou esse nova religião tendo em vista que as pessoas não estavam se convertendo ele fez novas cláusulas contra a Igreja católica e essas novas cláusulas eram quebradas pelas escrituras bíblicas ele eliminou alguns livros da Bíblia para que ninguém soubesse da verdade. Então, eu sou cristã não sou católica e nem evangélica apenas tento entender e tentar encontrar a minha própria verdade e
    Tenho respeito pelàs duas religiões.

  • Helo

    Que texto tendencioso e mentiroso! Muitas doutrinas e dogmas da Igreja Católica estão errados! Pesquise mais antes de publicar sobre um tema tão importante!

  • Mariana Lima

    A principal diferença entre os católicos e evangélicos. É primeiramente a Santa Eucarística. A igreja católica possui uma grande devoção e Adoração á santa eucaristia. O que faz com que se torne impossível encontrar um verdadeiro católico dizendo que tanto faz a religião, que Deus é amor e etc. Se um católico relativiza a igreja dizendo que ela é igual a todas as outras, imediatamente ele está relativizando a eucaristia (corpo de Cristo para os católicos) e dizendo que tanto faz ela (o corpo de Cristo) estar em uma igreja ou não (pois sabemos que a unica igreja do mundo que comporta hóstias são as católicas). É preciso que os católicos afirmem que a sua igreja é verdadeira para que eles não caiam na armadilha de negar e relativizar uma verdade de sua própria fé. E sobre ”adoração” a imagem. Qualquer um que tenha acesso á um dicionário sabe distinguir adoração, de veneração. Sobre a Virgem Santíssima, é fato, se maria é apenas uma mulher-exemplo, então todas as mulheres-exemplo do mundo geraram o Cristo no ventre. Também não sei aonde que católico não cobra dízimo. Todas as missas os dízimos são pedidos. Todo o resto do dinheiro vem de doações (ao contrário da insinuação de corrupção que você não tem como provar apresentado texto) que no final das contas servem para pagar as instituições de caridade que a igreja mantém. (Já falei que a igreja católica é a instituição que mais possui hospitais, escolas e etc. financiada com o próprio dinheiro do mundo?). Sobre a conclusão ”tanto faz o certo e o errado”. Sem perceber o senhor citou Maquiavel. Que é o mesmo que disse que ”os fins justificam os meios”. É preciso ter esse pensamento pra matar em 3 anos o que a inquisição ”católica” matou em 3 séculos. E os santos católicos são sim o nosso orgulho (não ídolos). Como não sentir orgulho, sendo eles a razão da igreja católica ser considerada pela ciência como a única igreja do mundo que possui milagres incontestáveis? Se quer saber mais da igreja católica para escrever uma matéria razoável, leia a vida de São Pio de Pietrecilna ou de Santa Teresinha do Menino Jesus. Se não te revelar a verdadeira igreja católica, ao menos vai te impressionar os milagres incontestáveis, cientificamente, neles contidos. Graça e Paz.

    • Material Gospel

      Obrigado pela colaboração, Mariana. No entanto há algumas observações a fazer:
      1- Sobre a etimologia de adorar e venerar. A diferença está apenas no dicionário português, que não é a idioma original das Escrituras. Se pedimos milagres a alguém, ou alguma coisa, que não seja o próprio Eterno; estamos atribuindo a esta pessoa – ou objeto – o poder de Deus. Se pedimos para casar a uma pessoa, ao invés de pedir isso diretamente a Deus, estamos atribuindo a esta pessoa o papel de “intermediador” entre Deus e o os homens, contrariando o ensinamento de 1 Timóteo 2:5.
      2- Sobre os dízimos, o texto não tem por objetivo insinuar corrupção. O termo usado – conseguiam dinheiro de outra forma – refere-se ao fato de conseguirem apoio de governantes; o que não significa corrupção. Se um governo decide apoiar alguma igreja, isso não é corrupção. Se um governo decide não cobrar impostos da religião A, B ou C isso também não é corrupção. Esta interpretação foi exclusivamente sua.
      3- Sobre a “conclusão” e uso do termo “tanto faz” refere-se às diferentes “regras” das igrejas evangélicas. Para evitar que outras pessoas cometam este equívoco de interpretação, esta parte do texto será refeita.
      4- Sobre os milagres incontestáveis – Entendemos que milagres não são atribuídos à uma religião, apenas a Deus. Se o Mar Vermelho se abriu, ou se Paulo e Silas foram libertos da prisão milagrosamente, isso não ocorreu porque eram da religião A, B ou C, mas porque o Senhor assim agiu. Jesus, de igual modo, não perguntava às pessoas a religião delas antes de fazer seus milagres.

      Mais uma vez agradecemos a colaboração e esperamos ter esclarecido eventuais dúvidas.

  • Maria Paula

    Assim
    Eu acho que antes de vocês fazerem um post como esse vcs teriam que pesquisar a realidade da religião católica
    Aqui nesse post tem muita coisa distorcida do catolicismo
    Fiquem de olhos abertos
    RESPEITO ACIMA DE TUDO
    NÃO ESTOU CRITICANDO NINGUÉM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *