Ensinando às crianças sobre a vida de Paulo 

Share Button

Neste modelo de aula para a Escola Bíblica Dominical vamos aprender sobre a vida de Paulo, mais precisamente sobre sua conversão. Este resumo pode ser adaptado para todas as idades. O conteúdo tem algumas curiosidades e detalhes que ajudam até os adultos a compreenderem melhor sobre a vida deste apóstolo, que foi um marco para o cristianismo. Um perseguidor da igreja, que se tornou, para muitos, o maior propagador da fé cristã nos primeiros anos do cristianismo. O maior objetivo desta aula é fazer que as crianças compreendam que Jesus morreu e ressuscitou para dar a oportunidade da salvação para todos nós pecadores. 

  • Texto base: Atos 9:1 a 22 
  • Objetivo: As crianças devem ver como Jesus atuou na vida de Paulo com misericórdia, transformando um perseguidor em um homem cheio de amor ao evangelho. 





Introdução 

Se for possível, combine com mais alguém, outro adulto, para que ele entre na sala de aula sem que as crianças esperem. Vestido como nos tempos de Jesus, ele pode carregar um monte de papeis nas mãos, como se fossem cartas, dizendo que ele tem autorização para prender todos os cristãos. A ideia desta encenação é mostrar às crianças como os primeiros cristãos sentiam medo pelo simples fato de acreditar que Jesus era o filho de Deus. O seu amigo, representando Paulo, pode dizer coisas do tipo: “eu sou Saulo e vim prender todos os cristãos. Eu não acredito que Jesus seja o Filho de Deus. Nem eu, nem os líderes religiosos e nem os romanos, por isso, eu posso mandar prender todos vocês”. 

Professor, recomendamos essa encenação apenas para crianças de nove anos para cima. Para os mais novos, este ato pode causar medo. Para as crianças mais novas, apenas explique que antigamente, as pessoas que acreditavam que Jesus era o Filho de Deus poderiam ser presas e que um homem chamado Saulo era uma das pessoas que mais perseguia e prendia os cristãos. 

A história 

Depois que Jesus ressuscitou e foi embora par ao Céu, os cristãos foram muito perseguidos onde moravam. A maioria das pessoas não acreditava que Jesus era Filho de Deus. Os maiores líderes religiosos diziam que era impossível Deus ter um filho, por isso, achavam que Jesus era apenas um homem comum. Quando alguém dizia que Jesus era Filho de Deus, esses líderes religiosos mandavam prender essas pessoas. Eles nomeavam alguns perseguidores e davam uma carta a eles autorizando a prender os cristãos. Quando um perseguidor encontrava um cristão, apresentava a carta e mandava os soldados prender o cristão. Com medo dessa perseguição, os cristãos começaram a fugir de suas cidades. Se espalhavam e tentavam se esconder em outros lugares.  

Um desses perseguidores se chamava Saulo. Ele achava um absurdo as pessoas dizerem que Jesus poderia perdoar pecados e dar a vida eterna para alguém. Ele achava que só o Senhor poderia fazer isso e nenhum homem, tinha este poder. Ele não sabia que Jesus era mesmo o Filho de Deus. Certo dia, Saulo se apresentou aos líderes religiosos e disse que queria uma carta autorizando ele a prender os cristãos em outra cidade. Uma cidade distante chamada Damasco. Saulo estava em Jerusalém para conseguir estas cartas. Por incrível que pareça, Saulo perseguia os cristãos porque achava que fazendo isso estava agradando a Deus. Ele achava que quando alguém orava em nome de Jesus estava desobedecendo a Deus. Muitas vezes nós fazemos o mesmo. Queremos agradar ao Criador sendo bons e achamos que nunca erramos, mas a própria Bíblia nos ensina que todos nós somos pecadores (Romanos 3:10) e ninguém consegue viver sem pecado. É impossível vivermos sem pecar, e o pior é que o pecado nos afasta de Deus. Nenhum pecador poderia ter a vida eterna, por isso Jesus morreu pelos nossos pecados. Ele queria nos dar uma chance de ter a vida eterna mesmo sendo pecadores. 

Saulo pegou aquelas cartas e foi rapidamente para Damasco. No meio do caminho ele começou a ver uma luz brilhante e não sabia o que era. Ele ficou com medo e se prostrou ao chão. Então, uma voz disse “Saulo, Saulo, por que me persegues?”. Ele não entendeu porque achou que não estava perseguindo ninguém, então Saulo disse “quem é você, Senhor”. A voz respondeu “sou Jesus a quem tu persegues”. Aquela luz era tão forte, que Saulo não conseguia ver mais nada, ele ficou cego. 

Saulo estava cometendo um erro perseguindo Jesus. Da mesma forma, muitas vezes erramos, pecamos. E o pecado nos afasta do Altíssimo. Mas o Senhor não quer que ficamos longe dele, por isso enviou Jesus. Jesus nunca pecou, mas morreu pelo pecado de todos. Assim, a gente não precisa ser castigado pelos nossos erros, só precisamos pedir a Jesus que nos perdoe. 

Quando Saulo ouviu que era Jesus, disse “Senhor, o que queres que eu te faça?”. Então o Senhor mandou que fosse a Damasco e lá outra pessoa iria ajudá-lo. 

Saulo continuava sem enxergar e foi levado até Damasco. Depois que já estava três dias lá, outra pessoa, Ananias ajudou-o a recuperar sua visão. Ananias explicou para Saulo sobre Jesus, que ele morreu pelos nossos pecados. Jesus morreu por mim e por você também, para perdoar nossos pecados. A única coisa que precisamos fazer para ter nossos pecados perdoados é crer que Jesus é Filho de Deus e pedir que ele nos perdoe.  

Conclusão 

Depois deste dia, Saulo começou a pregar que Jesus era mesmo o Filho de Deus. Saulo até mudou de nome para Paulo. Quando as pessoas ouviam falar da vida de Paulo mal acreditavam, pois Paulo era um perseguidor de cristãos e se tornara um cristão. Ele começou a pregar em todo lugar e deixava as pessoas bem curiosas e maravilhadas porque viam que um homem que antes perseguia os cristãos com todas as suas forças agora era um cristão apaixonado pela nova fé em Cristo Jesus. 

Até o fim da vida de Paulo ele ensinava às pessoas que Jesus morreu e ressuscitou para nos perdoar de nossos pecados e nos dar a vida eterna. 

Oração 

Se você nunca fez uma oração a Jesus para que ele perdoe seus pecados, vamos fazer como aconteceu na vida de Paulo. Vamos orar pedindo perdão de nossos pecados e pedindo que Jesus seja senhor de nossas vidas (ore). 

Após a oração ensine às crianças sobre andar com Jesus. 

Com essa história da vida de Paulo podemos ver que Deus tem poder para transformar homens maldosos e perseguidores de cristãos em homens cheio de valor que amam às outras pessoas. 

Outros modelos de aula que você pode gostar:

3 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *