Brincadeiras para crianças de 4 a 6 anos 

Share Button

Listamos uma séria de atividades e brincadeiras para crianças de 4 a 6 anos que você pode fazer com seu filho ou com alunos de sua aula. Você pode adaptar essas brincadeiras conforme sua necessidade e disponibilidade.  A ideia principal e livrar da armadilha de colocá-las em frente a um aparelho eletrônico como celular, televisão ou computador enquanto fazemos outras coisas, sem nos preocuparmos com o desenvolvimento dessas crianças. Já se sabe que as brincadeiras possuem diversos benefícios para as crianças, como o desenvolvimento cognitivo, motor, social, físico e intelectual, por exemplo. Embora muitos pais e professores desconheçam os benefícios das brincadeiras, é fácil perceber como os pequenos se desenvolvem quando estão brincando. 

De acordo com o portal Educação Pública do Rio de Janeiro, o desuso (vamos dizer assim) das brincadeiras vem acontecendo porque as novas gerações de pais e professores também não tiveram contato com as brincadeiras populares; desde novos tiveram mais contato com aparelhos eletrônicos, por isso, para estes pais e professores, é mais comum deixar que as crianças também tenham como única, ou principal, fonte de entretenimento os aparelhos de tecnologia. As brincadeiras para crianças são uma importante ferramenta para o desenvolvimento infantil em diversas áreas simultaneamente, mas muitos pais preferem confiar em cursos e atividades programadas para tentarem oferecer o melhor ao seu filho. 



A falta de tempo, a agenda cheia dos pais, e corrida contra o tempo que os professores enfrentam diariamente são os principais obstáculos das brincadeiras para crianças. Por isso, buscamos aquelas atividades que são mais simples de organizar, preparar e executar. Ressaltamos que é através dessas brincadeiras que pais e professores conseguem traçar um perfil mais completo da criança; como ela lida com dificuldades, como ela lida com outras crianças, como está o desenvolvimento de seu raciocínio lógico, sua coordenação motora fina, relacionamento social e diversos outros traços que só percebemos quando elas estão brincando, e não nos aparelhos eletrônicos. 

4 anos 

Aos quatro anos de idade, as crianças costumam brincar, em média, três horas por dia. Com a maioria das crianças nesta idade já estão na escola, boa parte deste tempo brincando deve acontecer na escola. O ideal é que as crianças realizem atividades ao ar livre, ou em ambientes que consigam extravasar bem sua atividade física. Quando as crianças passam o dia brincando mais, devem ter um sono mais tranquilo e profundo. Outras brincadeiras para crianças de quatro anos que você pode fazer são as atividades artísticas como desenho, mexer com argila ou massinha, cortar e colar. As crianças de quatro anos tendem a se concentrar bastante nessas atividades manuais. 

A partir dos quatro anos, você já pode brincar com seguintes brincadeiras: 

  • Pula corda 
  • Cabaninha 
  • Casinha 
  • Quente e frio 
  • Tesouro escondido – Parecido com quente e frio, mas pode ser feito com diversas crianças. Você pode pedir que uma criança esconda o tesouro e as outras procuram. Quem achar vira o pirata que vai esconder o tesouro. 
  • Pega batata – Ideal para as crianças competirem. Forme dois grupos e dê a cada grupo um cesto. Faça bolinhas de meias ou papel e espalhe pelo ambiente. Quando você disser “já”, eles devem recolher todas as ‘batatas” e o grupo que colher mais batatas ganha. Depois, você pode misturar as equipes de novo. 
  • Morto vivo 
  • Boliche – Compre aqueles joguinhos de boliche baratinho. As crianças adoram, e elas desenvolvem sua coordenação colocando os pinos em pé e mirando a bola. 
  • Estátua 
  • Teatrinho – Você pode fazer teatros dramatizados ou de fantoches. As crianças também podem participar da peça. Elas vão adorar. Você pode ir improvisando a história na hora.  
  • Canções – Nesta idade, elas adoram músicas, principalmente as que rimam e são repetitivas. 
  • Bandinha – Como elas adoram música, formar bandinhas também é uma ótima ideia, mas se prepare par ao barulho. 
  • Atividades físicas – Faça corrida de carrinho de mão, corrida do sapo, corrida do pano de saco, corre cutia etc. 
  • Telefone sem fio 
  • Batata quente 
  • Passa anel 

5 anos 

A maioria das brincadeiras para crianças de quatro anos podem ser feitas ainda com as crianças de cinco anos. Brincadeiras como passa anel, batata quente, morto ou vivo e estátua continuam no gosto dos pequeninos nas idades seguintes.  

  • Arranca rabo – Prenda um rabinho em cada criança. Ao seu sinal, as crianças devem pegar os rabinhos uns dos outros. Depois de um tempo, finalize a brincadeira e quem tiver mais rabinho ganha. Como esta atividade é intensa e pode gerar algum conflito entre as crianças, pense em formas alternativas, como por exemplo, chapéu, um papel colado nas costas. 
  • O dragão – Esta brincadeira costuma fazer bastante sucesso. As crianças fazem uma fila com um colocando as mãos no ombro do amiguinho da frente. O primeiro da fila é a cabeça do dragão e o último é a calda. O objetivo é que o primeiro da file pegue o último, mas as crianças não podem tirar as mãos dos ombros uns dos outros. 
  • Pega-pega 
  • Mímicas – Pense em personagens que elas já conheçam, animais, profissões, pessoas etc. 
  • O mestre mandou 
  • Pulinho pra frente – A criança fica parada e quando você der o sinal, ela dá um pulo para frente. Quem der o pulo mais longe ganha. Você pode variar a brincadeira dizendo que a criança deve dar dois ou três pulinhos pra frente, sem correr, só com o próprio impulso. 
  • Pescaria – Faça peixinhos com clips e monte uma vara de pesca com outro clip na ponta. Assim, como nas pescarias de festa junina, essa brincadeira rende muito tempo de diversão. Uma alternativa seria comprar aquelas pescarias de pilha que se vende em muitas lojinhas de produtos variados. 
  • Cabo de guerra 

6 anos 

Por fim, vamos sugerir algumas brincadeiras para crianças de seis anos de idade. Com essa idade elas são já possuem uma coordenação motora melhor e conseguem assimilar melhor as regras, por tanto, as regras já podem ser melhor definidas com essas crianças. Algumas atividades físicas como corre cutia, estátua e corrida de sapo continuam sendo populares. Você pode continuar planejando atividades físicas como estas para esta faixa etária. 

Quem foi? Esta brincadeira deve ser feita com pelo menos três crianças. Uma criança fica no meio da roda com uma venda nos olhos. Outra criança vai e toca nela, depois volta e se senta. Quem estava com os olhos vendados deve acertar quem tocou nela. 

  • Cabaninha 
  • Amarelinha 
  • Jogo da memória 
  • Liga os pontos – Em uma folha de papel coloque inúmeros pontos alinhados (por exemplo, cinco linhas com dez pontos em cada). Cada jogador coloca um traço um ponto ao outro, quem fechar um quadrado ganha um ponto. E assim o jogo prossegue até que todos os pontos estejam ligados. Ganha quem fechar mais quadrados. Uma dica é assim que um quadrado por fechado, coloque dentro dele a inicial do nome da pessoa que pontuou. 
  • Desenho com objetos – Em uma folha, cole, por exemplo um palito. A criança deve fazer um desenho a partir deste objeto. Pode ser palito, canudo, papel amassado. Use a criatividade e deixe a criança usar a dela também. 
  • Desenhando e pintando formas – Pegue objetos, como copos e régua e faça várias figuras geométricas de forma aleatória e passando uma por cima da outra. Depois a criança pode pintar essas figuras. 
  • Faça um quadro – Em uma filha de sulfite, faça uma moldura como a de um quadro e peça para a criança fazer um desenho dentro. 
  • Elefante colorido – mais indicada para grupos de crianças. Escolha uma criança para ser “o elefante”. Você diz “elefante colorido”, as crianças perguntam “que cor?”; aí você diz uma cor. Assim que você falar a cor, as crianças devem tocar algo com a cor falada para fugir do elefante. Depois que você fala a cor, o elefante já pode ir atrás das crianças para conseguir pegar alguém. A criança que for pega será o elefante na próxima rodada. 

Essas são apenas algumas sugestões de brincadeiras para crianças que você e sua família podem praticar para fortalecer os laços familiares e para que as crianças possam se desenvolver por completo, socialmente, emocionalmente, aprendendo a perder, a competir e a conhecer os próprios limites. 

Leia também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *